Duzentos anos da Revolução Republicana ganha vasta programação em Pernambuco

Ações serão realizadas durante todo o ano de 2017, com exposições, lançamentos de livros, seminários e apresentações musicais

Ações comemorativas foram anunciadas na manhã desta sexta-feira (03), durante coletiva de imprensa no Palácio do Campo das PrincesasAções comemorativas foram anunciadas na manhã desta sexta-feira (03), durante coletiva de imprensa no Palácio do Campo das Princesas - Foto: Alfeu Tavares/Folha de Pernambuco

O bicentenário da Revolução Pernambucana de 1817 será celebrado com uma vasta programação em Pernambuco. As ações comemorativas, que serão realizadas durante todo o ano de 2017, foram anunciadas na manhã desta sexta-feira (03), durante coletiva de imprensa no Palácio do Campo das Princesas, no Recife. Exposições, lançamentos de livros, seminários e apresentações musicais fazem parte das homenagens ao movimento emancipacionista que, durante 74 dias, instaurou um governo republicano no Estado.

Preparado por uma comissão organizadora, o programa foi apresentado pelo secretário-executivo da Casa Civil, Marcelo Canuto, na presença de representantes de outras instituições envolvidas. "Criamos uma marca comemorativa, que estará em documentos oficiais do Governo e num selo postal nacional já autorizado pelo Ministério das Comunicações. Também foi produzida uma medalha do bicentenário, que será entregue aos ex-governadores vivos de Pernambuco e a instituições de grande importância, como a Academia Pernambucana de Letras (APL)", adiantou.

Entre as iniciativas que devem ser executadas até o final do ano, um dos maiores destaques é a construção de um monumento que conectará a Praça da República, no bairro de Santo Antônio, aos outros espaços de referência da revolução localizdos no entorno. O Governo do Estado está negociando com a renomada artista plástica francesa Marianne Peretti a assinatura do projeto, que deve receber o nome de Mirante da República.

A partir de 12 de março, o Museu da Cidade do Recife, localizado no Forte das Cinco Pontas, abre as portas para a exposição "1917- Revolução Republicana”, com curadoria de Betânia Correa. A mostra, que ficará em cartaz durante um ano, traça um panorama do que foi o movimento através de textos, obras de arte, documentos, objetos históricos e vídeos. As visitas são gratuitas e podem ser feitas de terça a domingo, das 9h às 17h.

A programação em Pernambuco conta ainda com publicação de livros pela CEPE, produção de uma peça teatral a céu aberto, concurso de redações para alunos do nível médio e fixação de placas de azulejo em locais históricos.

O início das festividades está agendado para a próxima segunda-feira, 6 de março, data da eclosão do movimento revolucionário. A abertura oficial é às 8h, em cerimônia na sede do governo estadual. Às 15h, ocorre sessão solene no casarão da APL, no bairro das Graças. Depois, às 18h, a Assembleia Legislativa de Pernambuco também comanda solenidade.

Veja também

Nego do Borel apela para discurso religioso após acusações de agressão
Religiosidade

Nego do Borel apela para discurso religioso após acusações de agressão

Comparada a Satanás, Andressa Urach critica pastores da Universal
Polêmica

Comparada a Satanás, Andressa Urach critica pastores da Universal