“É Tudo Verdade” tem produções nacionais e estrangeiras inéditas

“É Tudo Verdade” tem início nesta quarta-feira (19) e segue até o dia 30 de abril.

 

O festival de documentários “É Tudo Verdade” tem início nesta quarta-feira (19) e segue até o dia 30 de abril, com produções nacionais e estrangeiras inéditas. O único filme pernambucano na programação é o curta-metragem “A lembrança que eu gosto de ter”, de Filipe Carvalho, que está na mostra competitiva nacional. No enredo, um homem retorna ao Sertão, mais especificamente na zona rural de Caruaru. Aos poucos, ele se lembra de personagens e locais importantes em sua história. A primeira sessão do filme será neste domingo (23), no Espaço Itaú Botafogo, no Rio de Janeiro, às 15h. 

O festival marca a estreia de “Eu, Meu Pai e os Cariocas”, produzido e dirigido pela atriz Lúcia Veríssimo. Ela conta como foi conviver com seu pai, o maestro Severino Filho (1928-2016), que fez parte do grupo “Os Cariocas”. As produções concorrem a prêmios dentro de suas categorias. Entre os longas e médias-metragens internacionais na disputa está “A Copa dos Trabalhadores”, que acompanha as obras e a preparação do Catar, país que receberá a Copa do Mundo em 2022. 

Entre os longas na programação do festival está “No intenso agora”, novo documentário de João Moreira Salles. O filme é baseado em imagens feitas pela mãe do cineasta, durante uma viagem pela China em 1966. A programação completa no site www.etudoverdade.com.br.

 

Veja também

Game põe Deus no controle; veja como Jesus foi parar em jogo que simula milagres
Deus virtual

Game põe Deus no controle; veja como Jesus foi parar em jogo que simula milagres

Renata Sorrah será a nova vilã da continuação de 'Verdades Secretas'
Streaming

Renata Sorrah será a nova vilã da continuação de 'Verdades Secretas'