Cultura+

Elenco pernambucano de 'Bacurau' fala sobre o filme que estreia em Cannes

'Bacurau' vai concorrer à Palma de Ouro com filmes de diretores consagrados mundialmente, como Quentin Tarrantino e Pedro Almodóvar, dentro de um dos mais conceituados festivais mundiais de cinema

Parte do elenco de 'Bacurau' falou à imprensa, em OlindaParte do elenco de 'Bacurau' falou à imprensa, em Olinda - Foto: Léo Malafaia/Folha de Pernambuco

Um "faroeste brasileiro", cujos detalhes estão sendo guardados a ferro e fogo pelos diretores Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles. Este é "Bacurau", filme que estreia no próximo dia 15, às 22h, durante a competição oficial do Festival de Cannes, na França - um dos mais prestigiados eventos internacionais de cinema. Junto com "Bacurau", vão concorrer à Palma de Ouro filmes de diretores como o espanhol Pedro Almodóvar e o norte-americano Quentin Tarantino.

"Para a gente, é uma honra ver 'Bacurau' escrever seu nome na história do cinema", conta a atriz Zoraide Coleto, uma dentre os intérpretes pernambucanos que realizaram uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira (2), em Olinda.

A previsão é de que "Bacurau" (protagonizado por Sonia Braga, que interpreta a personagem Domingas, e com atores como Udo Kier, Bárbara Colen, Karine Teles e Thomás Aquino) chegue às salas locais apenas no segundo semestre.

Cerca de vinte integrantes do elenco e da equipe técnica vão à França participar da estreia do filme - ao qual ainda não assistiram, até porque a obra foi editada lá. A montagem, no entanto, foi feita no Recife, como postou em seu Twitter o diretor Kleber Mendonça Filho. A previsão é de que "Bacurau" chegue às salas locais apenas no segundo semestre. 

Leia também:
Associação Brasileira de Críticos de Cinema elege “Aquarius” como o melhor filme de 2016
Kleber Mendonça Filho na coordenação do Instituto Moreira Salles
Sônia Braga ganha prêmio Platino de melhor atriz por 'Aquarius'

O filme começa com a morte de Dona Carmelita (interpretada por Lia de Itamaracá), personagem de 94 anos. No dia seguinte, os moradores de Bacurau, um povoado no Sertão do Nordeste, se surpreendem com a notícia de que a cidade não consta mais no mapa, e passam a tentar entender uma série de acontecimentos misteriosos.

Segundo Zoraide e os atores Márcio Fecher, Jr. Black, Val Júnior e Rubens Santos, que também estiveram presentes no evento, o filme traz diversos elementos que dizem respeito à realidade brasileira atual. As gravações ocorreram durante três meses, no ano de 2018, em Parelhas, Santo Antônio das Cobras e Barra, cidades no Sertão do Seridó, no Rio Grande do Norte.

Cena do funeral de Carmelita, no filme 'Bacurau'

Cena do funeral de Carmelita, no filme 'Bacurau' - Crédito: Victor Jucá/Divulgação


"Estamos indo para Cannes pela segunda vez e isso não é pouca coisa, não é algo prosaico. Diferentemente da outra vez, neste festival toda a imprensa, todo o mundo já sabe a situação pela qual o Brasil está passando", frisou o também cantor Jr. Black, fazendo referência à competição de 2016, realizada logo após a deposição da então presidenta Dilma Rousseff.

Protesto

O elenco do filme"Aquarius" protestou contra o impeachment, carregando cartazes com frases como "um golpe aconteceu no Brasil". "Nosso protesto dessa vez vai ser exibir um filme f... sobre nosso País", finalizou Jr. Black. 

Veja também

BBB 24: Tadeu pede mudança em sorteio de Prova do anjo para evitar acusações de trapaça
BBB 24

BBB 24: Tadeu pede mudança em sorteio de Prova do anjo para evitar acusações de trapaça

Equipe de Wanessa Camargo se manifesta após desclassificação: "Jogo acabou"
BBB 24

Equipe de Wanessa Camargo se manifesta após desclassificação: "Jogo acabou"