Em clima de Natal

Cantata que será realizada no dia 11 na Caixa Cultural contará com o músico petrolinense Geraldo Azevedo, ao lado do Coral do Pró-Criança

Deputado Claudiano Martins Filho ficou com uma das vagas destinadas ao PP na Mesa DiretoraDeputado Claudiano Martins Filho ficou com uma das vagas destinadas ao PP na Mesa Diretora - Foto: Divulgação

 

Pela primeira vez em três anos de existência, a cantata da Caixa de Natal irá receber um cantor pernambucano para tocar com o Coral Pró-Criança no dia 11 de dezembro. O petrolinense Geraldo Azevedo será o convidado de 2016, dando continuidade ao projeto que ocorre anualmente nas janelas da Caixa Cultural do Recife, no Marco Zero, com a realização do Ministério da Cultura e Governo Federal.

“Convidei Geraldo porque já produzi alguns trabalhos dele e a gente toca juntos há muito tempo. Quando comentei como acontecia a cantata e a importância do evento para as crianças, ele ficou muito entusiasmado, pois é uma projeto que tem uma extensão social muito grande”, observou o guitarrista Paulo Rafael, que participou das duas edições anteriores da Caixa de Natal, que contaram com as participações de Ivan Lins, em 2014, e Guilherme Arantes, em 2015.

Considerado uma espécie de embaixador do Coral do Movimento Pró-Criança, o músico gravou um disco com o grupo neste ano e o lançamento está previsto para depois do Carnaval, quando será feito um show em que se planeja as participações de Lenina, Elba Ramalho, Alceu Valença e outros. “A cantata e todas essas coisas que fazemos existem para ajudar o Movimento Pró-Criança”, pontuou Tovinho, que assina a direção musical do espetáculo natalino, ao adiantar que o repertório começará com composições eruditas, passando por canções populares, até chegar nas músicas de pastoril que remetem ao Natal nordestino.

Ao lado de Geraldo Azevedo, o Coral irá cantar alguns dos maiores sucessos na voz do pernambucano, como “Dia Branco”, “Táxi Lunar” e “Caravana”. “Hoje em dia, a música está em uma crise de criatividade e é importante a gente trazer alguém que expande a riqueza da nossa cultura para a nova geração”, comentou Paulo Rafael, sobre a escolha de Geraldo, cujas músicas despertam a afinidade do Coral.

A principal proposta da Caixa de Natal e demais iniciativas ligadas ao Pró-Criança é angariar visibilidade e investimentos para o projeto, que busca retirar crianças da rua para se dedicar à cultura. “Com a cantata, as crianças se divertem, mas fazem as coisas com muita responsabilidade também. Depois dela, a nossa história mudou completamente, pois ganhamos notoriedade e respeito. Ano passado, chegamos a receber um convite para fazer uma propaganda nacional, mas não pude aceitar porque a agenda já estava cheia”, disse o criador do Coral e maestro Otávio Góes.

Com a expectativa de receber um público de 60 mil pessoas, o evento também estende a ação beneficente para outras instituições. Neste ano, a Caixa de Natal será um ponto de arrecadação de brinquedos que serão encaminhados não só ao Pró-Criança, como também a outras instituições que atendem crianças em situação de vulnerabilidade.

 

Veja também

Após desfalcar The Voice Kids, Claudia Leitte volta como jurada em versão sênior do programa
disputa musical

Após desfalcar The Voice Kids, Claudia Leitte volta como jurada em versão sênior do programa

Com A Fazenda, Record fica à frente da Globo pela terceira vez em uma semana
televisão

Com A Fazenda, Record fica à frente da Globo pela terceira vez em uma semana