Arte e trabalho

Empresa usa arte para levar diversidade e inclusão aos ambientes corporativos

Consultoria da Fator Diversidade envolve atividades artísticas em grupo, que vão da dramaturgia à pintura

O ator Léo de Paula é um dos fundadores da Fator DiversidadeO ator Léo de Paula é um dos fundadores da Fator Diversidade - Foto: Paulo Mitra/Divulgação

Um áudio de uma suposta recrutadora de recursos humanos de uma rede de farmácias gaúcha vem repercutindo nas redes sociais desde a última segunda-feira (18). Na gravação, a funcionária orienta, entre outras coisas, que pessoas obesas, com piercings e homossexuais não sejam contratadas. O episódio chama atenção para a existência de práticas discriminatórias dentro das organizações, um problema que pode ser, sim, combatido através da arte.

Práticas artísticas, aliadas ao conhecimento científico e de dados, podem ser ferramentas para potencializar a diversidade e a inclusão no mundo corporativo, debatendo questões como racismo, capacitismo, gordofobia, machismo e homofobia. Essa é a proposta da Fator Diversidade, instituição criada em 2020 e com sede em São Paulo, mas que presta consultoria para empresas com atuação em diversas regiões do Brasil.

“Quando começamos a mapear o mercado, ainda em 2019, observamos algo. Mesmo em empresas que já investem bastante na pauta da diversidade, as pesquisas internas mostram que seus colaboradores não percebem isso como genuíno. Por isso, escolhemos atuar nas dinâmicas de relações entre as pessoas, com foco numa melhor convivência com as diferenças, estimulando a empatia e o acolhimento”, comenta Jorge Barros, um dos cofundadores da Fator Diversidade.
 

O sócio explica que, para cada cliente, é desenhado um projeto diferente, atendendo às particularidades e necessidades de cada organização. No entanto, há uma base metodológica comum a todos os atendimentos, batizada de “Os 7 E’s da Inclusão”. A primeira etapa é de escuta dos colaboradores, que expressam suas impressões da vivência profissional em entrevistas individuais ou conversas coletivas. Essa pesquisa fornece aos consultores um mapeamento da real situação vivida naquele lugar. A análise desse cenário é devolvida à empresa contratante em forma de experiências artísticas.

“Nossas intervenções são feitas por duplas formadas por um consultor da parte científica - que geralmente é alguém da psicologia - e um artista. A arte pode entrar de maneiras diferentes, de acordo com cada contexto. A gente pode criar, por exemplo, uma experiência de dramaturgia em que o colaborador vai conseguir enxergar a persona dessa empresa. As informações trazidas pelo grupo também podem ser usadas na criação de um texto, de uma leitura dramatizada, de uma performance acompanhada por músicos ou até mesmo de uma pintura em tela. São muitas possibilidades”, explica.

Um dos fundadores do serviço de consultoria é o ator Léo de Paula, que há muitos anos tem voltado a sua pesquisa artística para pautas inclusivas, tendo integrado os coletivos Le Circo de la Drag e Orquestra de Pretxs Novxs. Sua performance “O Corpo Emagrecido”, que reflete vivências de um corpo gordo, já chegou a ser encenada em Cannes, na França.

A técnica mais comum nos projetos executados pela Fator Digital é o psicodrama, criado pelo médico romeno Jacob Levy Moreno. O método psicoterápico consiste na realização de representações dramáticas em grupo. “Os próprios participantes encenam cenas reais do dia a dia e, ao se enxergarem na cena, conseguem ter um novo olhaR e transformar o seu comportamento”, comenta.

Para Jorge, a arte tem um papel importante na transformação que as empresas querem alcançar porque ela atua diretamente no lado emocional. “Ela tem o poder de alcançar alguns pontos que a racionalidade sozinha não consegue. Isso é o que possibilita às pessoas conseguirem aprofundar suas próprias questões como seres humanos, que às vezes são jogadas para debaixo do tapete. A partir disso, elas vão começar a perceber o outro e suas necessidades. Isso extrapola os portões das empresas, porque reflete na vida pessoal dos funcionários, impactando também na transformação da sociedade como um todo”, defende.

Veja também

Mariana Nunes celebra caminho diversosNovelas

Mariana Nunes celebra caminho diversos

Confira as rimas e versos da semana do poeta Wilson AraújoPoesia

Confira as rimas e versos da semana do poeta Wilson Araújo