Entenda a ordem cronológica dos eventos de 'Dark'

Segunda temporada está disponível no catálogo da Netflix

Jonas é o personagem central de "Dark", série alemã da NetflixJonas é o personagem central de "Dark", série alemã da Netflix - Foto: Divulgação/Netflix

Dark” foi a primeira série alemã a estrear no catálogo da Netflix como conteúdo original do streaming, em dezembro de 2017. Desde então, ficou conhecida por ser uma produção com narrativa bastante complexa e misteriosa. Os criadores, Baran bo Odar e Jantje Friese, já anunciaram que pretendem levar a trama até a terceira e última temporada. Mas para alegrar os fãs, a segunda temporada ficou disponível nesta sexta-feira (21), mais de um ano depois do lançamento da primeira.

É impossível maratonar a série e entender completamente todos os ângulos e possibilidades que a trama aborda sem ler material de apoio. Pensando nisso, o Uma Série de Coisas tentou – quase enlouqueci! – explicar e desembaralhar os fatos para os telespectadores que estão ansiosos para os novos episódios. Em primeiro lugar, é necessário entender que, em “Dark”, a definição de tempo é totalmente diferente do que vivemos. Na vida real, o que passou fica no passado, o hoje é chamado de presente e o que está por vir é conhecido como futuro.

Na série alemã não é assim que funciona. Lá, os fatos ocorrem de maneira cíclica e não linear, ou seja, o futuro também pode influenciar o passado, já que tudo está acontecendo ao mesmo tempo, criando uma sequência de paradoxos temporais. Isso fica claro logo no piloto da primeira temporada, quando a tela destaca uma frase do físico Albert Einstein: “A diferença entre passado, presente e futuro é somente uma persistente ilusão”.

Leia também:
Recapitulando 'Jessica Jones'
Uma Série de Coisas lança podcast sobre filmes e séries

Dark” envolve viagens no tempo e alguns personagens são vistos na fase criança, adulta e idosa. Por isso, aconselho que você leia esta coluna consultando a árvore genealógica que criamos abaixo, localizando os integrantes das quatro famílias da série.

Afirmar que tudo começou em 1953 vai contra a proposta da série. Entenda, se o tempo não é uma sucessão de eventos e, sim, uma repetição aleatória, a história pode começar partindo de qualquer fato. Destacamos os principais acontecimentos pelos anos que a série apresenta. Confira:

Dark

Dark - Crédito: Arte / Uma Série de Coisas

10 de novembro de 1953

Foi no ano de 1953 que houve a construção da primeira usina nuclear da Alemanha. Enquanto a obra se desenvolvia, foram encontrados os corpos de duas crianças mortas no local, identificados como Erik Obendorf e Yasin Friese. Os olhos das vítimas estão queimados e observando as roupas que eles usavam, é possível afirmar que os garotos são do ano de 2019.


Ainda neste ano, Bernd Doppler possui o cargo de diretor da usina. Ele tem um filho chamado Helge Doppler. Perto de onde essa família mora há um bunker onde Helge encontra riscado no interior do ambiente, duas datas: 5 de novembro de 1953 e 9 de novembro do mesmo ano. As marcações são referentes aos dias em que os dois meninos mortos foram encontrados.

As datas foram rabiscadas na parede por um homem chamado Noah. Quando Helge cresce, se torna uma espécie de ajudante deste rapaz, fazendo experimentos de viagem no tempo com garotinhos. O problema é que as cobaias morrem quando vão de um ano para outro. Então Noah pede para que Helge se livre dos corpos, abandonando eles em anos diferentes.

Entende-se até aqui que os cadáveres encontrados foram deixados em 1953 pelo Helge do futuro, enquanto sua versão daquele ano, ainda criança, encontrava o bunker.

Mas os meninos não foram os únicos que vieram do futuro. Um homem chamado Ulrich Nielsen “cai” em 1953, vindo também de 2019. Ele volta no tempo pelo túnel da caverna mostrada no piloto de “Dark”, com o objetivo de encontrar seu filho desaparecido, o Mikkel (que sumiu no primeiro episódio). Nesse meio tempo, Ulrich conhece Helge ainda criança e, também, uma mulher chamada Agnes Nielsen, sua avó versão jovem. Ela apresenta seu filho, Tronte Nielsen, que Ulrich entende ser seu pai.

Ulrich vai até o relojoeiro da cidade, H. G. Tannhaus, para lhe entregar um livro escrito pelo próprio Tannhaus do futuro, afim de que ele aprenda sobre as interpretações do tempo. Agnes Nielsen chega à nova casa que vai morar e conhece a família Tiedemann.

A família Tiedemann é composta pela matriarca Doris e seu marido policial, Egon. Juntos, eles têm uma filha chamada Claudia e uma cadela, a Gretchen. Para eles, Agnes explica que seu marido era pastor, mas não acreditava na fé que pregava. Uma teoria não confirmada na série é de que o Noah, que faz experimentos com crianças, pode ser seu marido, pois ele também se diz religioso, embora não acredite em Deus.

O Helge criança faz com que a cadelinha dos Tiedemann entre na caverna e ela não volta mais, pois se perdeu e foi parar em 1986. Ainda sobre 1953, Ulrich tenta matar Helge com pedradas no rosto, por acreditar que ele vai crescer e se tornar um assassino, mas a criança não morre, ficando trancada no bunker. É por isso que a versão adulta do personagem tem uma parte do rosto marcada de cicatrizes.

Em 11 de novembro do mesmo ano, quando Ulrich tenta voltar para 2019 utilizando o caminho da caverna, a polícia intervém e o acusa de ter matado as duas crianças encontradas. Ele entende que Helge ainda está vivo, pois se tivesse conseguido mata-lo, as crianças estariam vivas e tudo teria mudado.

A versão idosa da filha dos Tiedemann, Claudia, também volta para o passado para conversar com o relojoeiro e pedir para que ele crie uma máquina do tempo. No dia 12 de novembro de 1953 ocorre uma falha de energia na cidade e um portal se abre dentro do bunker, interligando o Helge criança e agora muito ferido com o Jonas adolescente de 2019. Quando eles se tocam, Helge se transporta para 1986. A usina apenas seria inaugurada em 1960.

1986

Neste ano ocorre um acidente nuclear na usina. Como consequência da explosão, um buraco de minhoca é criado na caverna, isso foi o que tornou possível caminhar entre os anos. Em outubro deste ano, o Matt Nielsen desaparece, ele é irmão do Ulrich, que neste ano está na fase adolescente. Matt morreu quando viajou no tempo, contra sua vontade, para 2019.

Noah continua testando a máquina do tempo em crianças do sexo masculino, mas todas estão morrendo no processo. Porém, o Mikkel que vive em 2019 se perde na caverna e chega em 1986. Ele é filho de Ulrich e foi o primeiro garoto a sobreviver ao feito. Quem o adota é a enfermeira Ines Kahnwald e a criança é criada lá, onde se casa e tem um filho, o Jonas. Neste ano, a versão adulta da Claudia Tiedemann se torna diretora da usina e tem um caso com Tronte Nielsen, pai do Jonas. O Helge adulto também trabalha na usina e é apaixonado por Claudia.


O policial Egon, agora na fase idosa, começa a investigar um caso misterioso onde 33 ovelhas apareceram mortas. Erik Obendorff, o jovem de 2019, está no bunker dos anos 80 e morre quando é forçado a viajar para 1953.

O relojoeiro é visitado pelo Jonas do futuro e instruído para consertar a máquina do tempo que trouxe com ele. Ela consegue imitar os efeitos causados pela explosão da usina, fazendo com que a pessoa viaje 33 anos para frente ou para trás. O senhor agora possui duas máquinas do tempo, a do Jonas e a que Claudia pediu que ele desenvolvesse em 1953.

O ano de 1986 também é marcado pela chegada de Jonas (2019). Ele encontra sua própria versão adulta, mas não se reconhece. Jonas adulto tenta impedir sua versão jovem de encontrar Mikkel, pois se Mikkel voltar para 2019, eles não vão existir. Claudia encontra sua cachorrinha na usina, a que ela perdeu quando o animal viajou no tempo.

2019

Mikkel, agora adulto, comete suicídio e deixa uma carta explicando tudo, mas com ordens de só ser aberta cinco meses depois. Isso porque, após esse tempo, sua versão criança viaja para 1986 e tudo se repete. Se alguém ler a carta antes de sua versão criança voltar para 1986, ele não vai crescer, não vai casar com a Hanna e nem ter seu filho, Jonas.

Jonas recebe a carta e viaja para 1986 com o objetivo de tentar salvar Mikkel. Ele acaba ficando preso no bunker e é nesse momento que o buraco de minhoca abre e ele vislumbra Helge ferido em 1953. Quando eles se tocam, Jonas é transportado para um ano totalmente diferente do que foi mostrado até agora, provavelmente em 2052. Também em 2019, Helge, agora idoso, tenta convencer sua versão adulta de que Noah é uma pessoa ruim e que faz mal às crianças, porém ele morre antes de conseguir.

O que sabemos de Noah é que ele é um viajante de épocas e que deve estar “competindo” com a Claudia para reaver a máquina do tempo. Acredita-se que o apocalipse pode estar próximo e que a ferramenta é uma “Arca” e que ele seja o “Noé”. Mas suas intenções não estão confirmadas.

Perguntas sem respostas

Para os novos episódios, esperamos que algumas das pontas soltas sejam explicadas. O principal questionamento é o que foi mostrado lá no primeiro episódio da série: o que aconteceu com Mikkel para ele ter saído do tempo normal e ter parado em 1986? Ele foi sequestrado mesmo ou passou pelo buraco de minhoca acidentalmente?

Outro fato que nos deixou curiosos foi a apresentação de um tempo até então pouco trabalhado na história. Calcula-se que seja 2052, mas o mundo está diferente, provavelmente em uma guerra civil ou apocalipse.

Um dos personagens mais misteriosos é o Noah. Pouco se sabe sobre ele, além do fato de aparentemente ser religioso, já que usa uma batina de padre. Porém, sempre que a narrativa menciona uma criatura maligna ou o anticristo, a câmera corta para o Noah.

Confira o trailer da segunda temporada:



*Fernando começou a assistir a séries de TV e streaming em 2009 e nunca mais parou. Atualmente ele acompanha mais de 200 produções e já assistiu mais de 6 mil episódios. A série mais assistida - a favorita - é 'Grey's Anatomy', à qual ele reassiste com qualquer pessoa que esteja disposta a começar uma maratona. Facebook: Uma série de Coisas. Instagram: @umaseriedecoisas. Twitter: @seriedecoisas_. YouTube: Uma Série de Coisas. Podcast: Pocbuster. Portal: umaseriedecoisas.com.br.

*A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas.

 

Veja também

Nego do Borel sofre acidente de moto e vai parar no hospital
famosos

Nego do Borel sofre acidente de moto e vai parar no hospital

Thiago Martins critica aglomerações e dias depois dá festa em novo apartamento
celebridades

Thiago Martins critica aglomerações e dias depois dá festa em novo apartamento