Entenda o embate entre Anitta e o jornalista Leo Dias

Jornalista vaza áudios em que a cantora expõe desavenças no meio artístico. Por sua vez, Anitta aciona justiça para proibir o blogueiro de citar seu nome

Discussão deu o que falar nas redes sociaisDiscussão deu o que falar nas redes sociais - Foto: Divulgação

Nos últimos dias, a tensão entre o jornalista carioca Leo Dias (ex-SBT, Rede TV e UOL) e a cantora Anitta repercutiu na imprensa, no meio artístico e entre os fãs. Em uma relação com a carreira da artista desde o início, no começo de 2010, o colunista vazou áudios e publicou em suas redes sociais aspectos íntimos da carreira da carioca, de brigas de famosos a questões morais. A polêmica também tem gerado debates em relação à ética jornalística e os limites da exposição do público e do privado dos artistas.

O contato entre o jornalista e a cantora é antigo, começou no Furacão 2000, e resultou até numa biografia não autorizada ("Furacão Anitta"), lançada por ele em 2019. No livro, Dias relata a ascensão de Anitta, tida como o maior nome do pop brasileiro, e as suas desavenças ao longo da carreira. Nomes como Claudia Leitte, Ivete Sangalo, Pabllo Vittar, Gominho, Preta Gil, Gusttavo Lima e Nego do Borel são citados no enredo, mas ninguém contestou as informações.

Leia também:

Vazam áudios de Anitta falando de famosos, e ela afirma que foi ameaçada por Léo Dias

Anitta diz que Maluma é muito bom de cama e fala sobre briga com Pabllo e Ludmilla

 

Há alguns dias, o jornalista colocou mais lenha na história e publicou áudios que provariam as desavenças da cantora. Em um desses materiais, Anitta diz que Jojo Todynho descobriu um grupo de Pabllo Vittar, Preta Gil e Gominho para falar mal de outros artistas. A única a se pronunciar foi Preta Gil, que negou o conteúdo compartilhado. “Juro por Deus que não queria postar esse vídeo, mas chega uma hora que cansa a alma! Tanta mentira, tanta fofoca!”, disse Preta em um vídeo nas redes sociais.

A discussão partiu para ataques a questões morais da cantora, como a suposição de ela ter tido relações poligâmicas com o ex-namorado, Pedro Scooby. Em resposta em suas redes, Anitta diz que foi ameaçada e chantageada por Leo Dias. “Desde que eu desmenti essa nota, ele vem ameaçando a mim e a minha equipe de vazar conversas minhas com ele, botar a internet pra escutar áudios e prints de conversas da gente de quando eu ainda pensava que precisava ser fonte para eu não ter a minha carreira acabada, cancelada”, afirmou.

FANFIC

A relação entre artista e imprensa sempre fez parte do pop. Durante décadas, pessoas da mídia tiveram conteúdos, trabalhos e aspectos da vida pessoal vazadas em veículos de comunicação. Foi o caso que envolveu a cantora norte-americana Taylor Swift e o casal Kim Kardashian e o rapper Kanye West, protagonizaram um episódio: em áudio, Swift autorizava a música “Famous”, que entrou no álbum do rapper, “The Life of Pablo”, em 2016. Um ano após o acontecimento, a popstar lançou o disco “Reputation”, com críticas à forma como a mídia e as pessoas a tinham tratado na época.

Embora haja semelhanças nas relações, o caso brasileiro se distingue na forma como o blogueiro faz práticas que não condizem com a profissão. “Eu acho que essa é uma relação até diferente dos demais. Os outros casos de vazamento me parecem uma coisa mais sistematizada, como o de Taylor e Kim. Muitos desses vazamentos e relações ajudaram a fortalecer, inclusive, os artistas. No caso de Leo e Anitta, é mais uma relação de fã danosa. Há chantagem, desmoralização”, explica a jornalista e doutoranda em Comunicação Mariana Lins.

Para a pesquisadora, essa relação de fã e artista fica clara na linguagem utilizada por Dias, inclusive na biografia, na qual se aproxima da “fanfic” - um gênero virtual utilizado para construir histórias de artistas pop por seus fãs. “Ele escreve sobre aspectos que nem dizem sobre a carreira. Diz com quem vai para a cama. É uma fala muito apaixonada, tem uma projeção de recalque (num aspecto freudiano). A linguagem que ele usa é de fanfic pura, quando a gente lê parece uma fanfic (textos encontrados em fóruns e grupos de fãs)”, aponta Mariana.

DESCANCELAMENTO

Até o vazamento dos conteúdos, a popstar brasileira estava passando por um processo de limpeza de imagem e estabelecendo, novamente, uma postura política - pressionando políticos, como Rodrigo Maia (DEM), em projetos que estavam tramitando no Congresso. Nas últimas semanas, fez transmissões em conjunto com a comentarista política Gabriela Prioli para tratar de assuntos envolvendo politização, debates e aspectos básicos a respeito de trâmites das instituições brasileira.

A imagem é diferente dos últimos dois anos. Anitta foi acusada de não se posicionar nas eleições presidenciais e foi “cancelada” por parte do público progressista que a acompanhava - mulheres, LGBTQIA+ e outras alas. Apesar disso, que se acumula aos episódios recentes, a pesquisadora Mariana Lins acredita no fortalecimento da cantora. “Ela está tendo uma postura comedida e um caminho de descancelada”, ressalta.

Como está o caso

Nesta terça-feira (26), mais um detalhe veio a público: um processo movido pela artista contra o blogueiro no qual ela o acusa de mentir em uma reportagem sobre a mãe de Anitta. De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, o caso corre na 13ª Vara Cível. A defesa de Anitta entrou com um pedido de tutela antecipada que significa que o jornalista Leo Dias seria proibido de citar o nome da cantora para qualquer tipo de manifestação, mesmo antes da sentença do caso. A Justiça acatou a decisão. 

 

Veja também

Record demite Marcos Mion após 11 anos na emissora, diz colunista
Famosos

Record demite Marcos Mion após 11 anos na emissora, diz colunista

Cinco filmes que merecem continuações
Cinema

Cinco filmes que merecem continuações