Equipe explica cancelamento da Paixão de Cristo do Recife

Após 21 edições, falta de recurso inviabiliza a realização do tradicional espetáculo no Marco Zero em 2018

José PimentelJosé Pimentel - Foto: Robson Ferreira

Não haverá Paixão de Cristo do Recife neste ano. Após 21 edições consecutivas, o espetáculo foi cancelado por falta de verba para a sua viabilização. Em anúncio divulgado aos veículos de imprensa, os produtores alegaram problemas na captação de recursos e tempo insuficiente para que alguns ajustes necessários fossem executados na peça. A temporada estava marcada para o período entre os dias 30 de março e 1º de abril, na praça do Marco Zero, no Bairro do Recife.

Leia também:
Saiba quem é o novo Jesus da Paixão de Cristo do Recife
Biografia revela as outras faces de José Pimentel
Após 40 anos, José Pimentel cogita deixar de interpretar Jesus Cristo
José Pimentel vai subir aos palcos na Paixão do Recife


A produção contava com a garantia de repasse de R$ 250 mil pela Prefeitura do Recife e de R$ 150 mil pelo Governo do Estado. No entanto, o orçamento mínimo para o projeto é de R$ 700 mil. Parte desta verba seria destinada à reconstrução do cenário, que foi parcialmente destruído por cupins.

"Usamos a mesma cenografia há 21 anos. Poderíamos fazer alguns remendos provisórios, mas o risco de acontecer algum acidente seria grande. Não podemos brincar com a segurança dos artistas e das quase 40 mil pessoas que costumávamos reunir por noite. Como não conseguimos apoio da iniciativa privada, chegamos à conclusão de que o melhor seria respirar", afirma Paulo de Castro, um dos produtores do evento.

Além da mudança nos cenários, o valor seria empregado na confecção de novos figurinos, gravação dos áudios dos atores e ajuste na remuneração do elenco, figuração e equipe técnica. "Nós queremos muito agradecer a participação de todos os colaboradores ao longo desses anos e dizer que a gente não vai abaixar a cabeça. Não vamos deixar o espetáculo morrer. Já estamos nos mobilizando para o próximo ano", garante Paulo.

Para José Pimentel, diretor e produtor da peça, o cancelamento tem um lado positivo. "Talvez, tenha sido uma parada benéfica. Esse tempo vai permitir fazer algumas melhorias, até mesmo mudanças no texto que eu já vinha pensando", aponta. Este seria o primeiro ano que o artista, após quatro décadas interpretando Jesus, não subiria ao palco no papel do protagonista.

O ator Hemerson Moura, substituto escolhido ente 27 candidatos, estava se preparando há dois meses para o personagem. "Estou triste com a falta de incentivo e atenção do poder público com a nossa cultura. Sinto pela falta do evento que já era tradicional na cidade e pelo público que o acompanha há tanto tempo. Ao mesmo tempo, sou feliz por ter desfrutado da presença e dos ensinamentos de Pimentel", diz.

Veja também

Aniversariante, Kim Kardashian ganha de Kanye West um holograma do pai
Famosos

Aniversariante, Kim Kardashian ganha de Kanye West um holograma do pai

Morre o ator Sean Connery, o primeiro James Bond
Luto

Morre o ator Sean Connery, o primeiro James Bond