Espetáculo de dança chega ao Recife

Bailarina Rosa Primo, do Ceará, participa do festival Cena Cumplicidades, e defende intercâmbio entre o setor na região Nordeste

Câmara do RecifeCâmara do Recife - Foto: Divulgação

 

Em turnê por seis capitais brasileiras, o espetáculo “Encanta o meu jardim” chega ao Recife para duas sessões no Teatro Hermilo Borba Filho, estas quarta, às 19h, e quinta, às 20h.

Conduzido pela bailarina e professora de dança cearense Ro­sa Primo, o solo integra a pro­gramação do 6º Festival Cena CumpliCidades. O solo de dança contemporânea é fruto de encontros. Ele nasceu de um projeto de pesquisa de autoria de Rosa apoiado pela Secretária de Cultura de Fortaleza, denominado “Dan­ce, uma conversa”, com três jovens coreógrafos do Ceará: Andréia Pires, Luiz Otávio e Marcio Medeiros.
“Nós quatro nos encontramos durante seis meses e, no final, acabei seguindo ao la­do da Andrea para construir essa coreografia. Ela assina a direção artística comigo”, relembra Rosa, que se de­bruçou sobre o projeto ao longo de três meses. A concepção do espetáculo explora a forte presença da tempo­ra­lidade no corpo em movimen­to. “Fui em busca de ima­gens que me atravessavam durante esse processo e reverberavam neste corpo dançante. São imagens cotidianas, de revistas e vitrines de lojas, até o que eu vivo em casa com os meus filhos”, explica.
A circulação da montagem conta com o incentivo do Prêmio Funarte Klauss Viana de Dança 2014. “A gente está vivendo um momento político em que não há garantia da continuidade de nada que foi construído ao longo dos últimos anos. Nesse contexto, é apavorante pensar que uma ação fundamental para a dança, como o Klauss Viana, pode acabar”, reflete. Por meio de edital, o prêmio possibilitou que a artista se apresentasse em Fortaleza, São Luís, Porto Alegre, Florianópolis e Natal, além da Capital pernambucana.
Coordenadora do curso de Dança da Universidade Federal do Ceará (UFC), Rosa vê como necessária a ampliação do diálogo entre bailarinos e grupos de dança de estados nordestinos. “Nossa região é um lugar onde as pessoas são muito disponíveis e talentosas, mas também muito solitá­rias em suas ações. Tenho von­tade de que a gente se comunique mais. É até assustador dizer que, na verdade, os nordestinos acabam conhecen­­do mais a dança que é pro­­duzida no Sudeste do que a que é feita por nossos vizinhos. O Cena CumpliCidades é uma iniciativa bacana por ser uma tentativa de promover essa aproximação”, elogia.

Plataformas sonoras
Ainda hoje, antes da sessão de “Encanta o meu jardim”, o CenaCumplicidades apresenta os espetáculo “Fua”, da uruguaia Federica Folco, e “Intérpretes em crise”, com Clarice Lima e Aline Bonamin. Amanhã, às 19h, o grupo francês Entorse leva ao palco do Teatro Apolo “Accidens”, que une a música que emerge a partir das plataformas sonoras de Raphaëlle Latini e o atormentado corpo contorcido de Samuel Lefeuvre.

 

Veja também

Felipe Titto diz que vai se descobrir como bailarino ao vivo no Dança dos Famosos
televisão

Felipe Titto diz que vai se descobrir como bailarino ao vivo no Dança dos Famosos

Antonio Fagundes diz não ser surpresa sua demissão da Globo após 44 anos
televisão

Antonio Fagundes diz não ser surpresa sua demissão da Globo após 44 anos