'Eu estava errado', diz Tarantino sobre acidente com Uma Thurman

Em entrevista ao jornal "New York Times", Thurman acusou o produtor Harvey Weinstein de ter cometido abuso sexual contra ela e afirmou que Tarantino a obrigou a realizar a cena em questão

Atriz Uma ThurmanAtriz Uma Thurman - Foto: Loic Venance/AFP

Em entrevista ao site americano Deadline, o diretor Quentin Tarantino comentou o acidente de carro sofrido pela atriz Uma Thurman durante as filmagens de "Kill Bill" e disse que "estava errado". "Ela acreditava em mim. Eu disse que tudo daria certo e que a estrada era uma linha reta", disse o diretor. "Eu disse que seria seguro. E não foi. Eu estava errado. Não a forcei a entrar no carro. Ela entrou porque confiava em mim."

Em entrevista ao jornal "New York Times", Thurman acusou o produtor Harvey Weinstein de ter cometido abuso sexual contra ela e afirmou que Tarantino a obrigou a realizar a cena em questão, que terminou num acidente. A atriz teve de dirigir por uma estrada reta, mas sofreu um acidente em certo ponto. Ela compartilhou um vídeo mostrando o ocorrido e disse que sofreu uma lesão após o ocorrido.

Leia também:
Aos 54 anos, Quentin Tarantino pede Daniela Pick em casamento
Uma Thurman acusa Harvey Weinstein de assédio


O diretor explica que havia testado a estrada antes de ela realizar a cena, mas dirigindo no sentido contrário da estrada. Ele afirma que não havia curvas nem nada na rota que pudesse ocasionar um acidente, mas se diz arrependido de não ter testado o trecho no sentido que Uma acabou fazendo.

Ao "New York Times", a atriz também contou ter levado um cuspe na cara do cineasta durante uma cena do filme. Tarantino afirma na entrevista que precisou cuspir porque essa era a única forma de fazer com que a cena fosse "fidedigna".

Segundo ele, não havia outra forma de simular um cuspe, e ele preferia fazê-lo a deixar que qualquer outra pessoa cuspisse seguidamente em Uma até acertar. "Eu sou o diretor, então eu consigo dirigir o cuspe. Sei onde ele tem que cair", disse o cineasta.

Após a publicação do texto de Thurman, uma série de atores e atrizes saíram em defesa dela, exigindo que Tarantino se manifestasse. No coro somaram-se as vozes de Jessica Chastain, Asia Argento e Judd Apatow.

Veja também

Clima entre Mirella e Raissa esquenta em A Fazenda
A fazenda

Clima entre Mirella e Raissa esquenta em A Fazenda

Ratinho tem diagnóstico de Covid-19 e ficará afastado da TV
Coronavírus

Ratinho tem diagnóstico de Covid-19 e ficará afastado da TV