CELEBRIDADES

Ex-namorada pede reabertura de investigação sobre a morte do ator Matthew Perry

Kayti Edwards alega dúvidas sobre equipe médica estar drogando o ator

O ator Matthew Perry em foto postada em sua rede social O ator Matthew Perry em foto postada em sua rede social  - Foto: Reprodução/Instagram

A ex-namorada do ator Matthew Perry, Kayti Edwards, pediu que a polícia reabrisse a investigação sobre sua morte em meio a dúvidas de que uma equipe médica estivesse drogando o ator, durante entrevista ao jornal britânico The Mirror. A estrela do seriado americano "Friends", de 54 anos, foi encontrada de bruços na banheira de hidromassagem de sua casa em Los Angeles, no dia 28 de outubro de 2023.

A autópsia confirmou, posteriormente, que ele morreu devido aos “efeitos agudos da cetamina” e por afogamento. No entanto, Kayti, que namorou Perry em 2006 e trabalhou como sua assistente em 2011, no auge do vício em drogas do ator, acredita que a investigação sobre sua morte, encerrada em janeiro deste ano, deveria ser reaberta.

A mulher contou ao jornal The Mirror que o intérprete de Chandler tinha uma enfermeira em sua folha de pagamento que o entregava "40 a 50 Vicodin por dia", pois Perry tinha uma "maneira de permitir que as pessoas fizessem coisas por ele". Ela também acredita que as circunstâncias que cercam a morte precisam “ser analisadas novamente” e os policiais deveriam investigar a equipe médica “para ver se ele tinha um acordo com algum deles para lhe dar cetamina adicional”.

— Precisa ser revisado novamente. Eu sei que quando Matthew tomava de 40 a 50 Vicodin por dia, ele recebia de uma enfermeira que o levava para sua casa [...] Ele tinha um jeito de permitir que as pessoas fizessem coisas por ele, dizendo: 'Vou te dar essa quantia de dinheiro se você ficar de boca fechada e me conseguir isso' — declarou ela ao The Mirror.

Kayti já havia expressado suas dúvidas em torno da morte de seu ex, dizendo que não acreditava que ele comprasse cetamina na rua. Além disso, ela acrescentou que Perry já havia oferecido dinheiro para que pegasse drogas para ele.

— Ele tinha um jeito de permitir que as pessoas fizessem coisas por ele, dizendo: 'Vou te dar essa quantia de dinheiro se você ficar de boca fechada e me conseguir isso' [...] Ele tornou tão difícil dizer não. Ele disse 'Kayti, você pode vir correndo e pegar este envelope para mim, eu te dou $ 5.000.' Foi difícil dizer não a isso — disse Kayti.

Ela, que também é neta da atriz Julie Andrews, também pediu aos executivos do Oscar que prestassem homenagem ao falecido ator de Hollywood como parte da seção In Memoriam da premiação no domingo.

Relembre o caso
O ator Matthew Perry morreu por “efeitos agudos de cetamina”, divulgou o departamento médico legista do condado de Los Angeles. Segundo o departamento, Perry morreu “acidentalmente”. O artista foi encontrado morto em uma banheira de hidromassagem, numa banheira de hidromassagem em sua casa, em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Fontes ouvidas pela reportagem do "TMZ" relataram que ele teria se afogado — e que socorristas teriam atendido a um pedido de socorro devido a uma parada cardíaca. Próximo ao local onde o corpo foi encontrado, não havia drogas nem quaisquer indícios de crime.

A cetamina, droga que teria sido consumida por ele, é um poderoso anestésico utilizado há mais de 50 anos. Também utilizada como droga recreativa ilícita por seu efeito psicodélicos. Tais alucinações causam mudanças em alguns neurotransmissores no cérebro para criar uma alteração na percepção, humor e ansiedade.

O médico legista relatou que Perry estava sóbrio há 19 meses e não havia vestígios de heroína, cocaína, metanfetamina ou fentanil em seu sistema. Além disso, completou que ele tinha histórico de enfisema, diabetes e uso de drogas, segundo o jornal britânico Daily Mail.

Veja também

Rock in Rio: festival completa a escalação de seus palcos principais; veja programação
MÚSICA

Rock in Rio: festival completa a escalação de seus palcos principais; veja programação

Tony Ramos tem alta do CTI, está lúcido e 'apresenta melhora progressiva', diz boletim médico
SAÚDE

Tony Ramos tem alta do CTI, está lúcido e 'apresenta melhora progressiva', diz boletim médico

Newsletter