Artes Visuais

Exposição "Mangue e Beats" leva artesanato pernambucano para o Rio de Janeiro

Mostra, que fica em cartaz até fevereiro de 2024, mostra a influência do manguebeat na arte popular

Artesanato pernambucano em exposição no Rio de Janeiro Artesanato pernambucano em exposição no Rio de Janeiro  - Foto: Tiago Amorim/Adepe/Divulgação

O Rio de Janeiro recebe, a partir desta terça-feira (28), uma exposição com mais de 240 obras de artistas pernambucanos. As peças fazem parte da mostra “Mangue e Beats: bioma, sociedade e cultura”, que ocupa o Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB) por três meses.

A exposição é promovida pelo Sebrae-PE, em parceria com o Governo do Estado de Pernambuco, por meio da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (Adepe). Em três ambientes, estão instalados, além do artesanato local, fotografias, painéis, vídeos e moda autoral pernambucana.

"Mangue e Beats" explora a influência do movimento manguebeat no artesanato. Os núcleos que compõem a exposição são:o da transversalidade, que transita entre o bioma mangue e a cultura popular; o da estética de referência própria, com materiais e fontes de extração ligadas ao bioma mangue; e o universo óbvio, que retrata os próprios personagens do movimento e o desdobrar do manifesto nos dias de hoje. 
 

Na mostra, o público pode conferir obras de artistas com trabalhos ligados à sustentabilidade, como os mestres Cunha, Abias, Zé Alves e Luiz Benício. Outros nomes, como Bruno Daltro, André Menezes e Glauber Arbos, representam o pop na arte popular. 

A moda também está presente na exposição, expondo marcas que faziam parte do Mercado Pop, feira itinerante criada em 1995 que fez parte da cena manguebeat. As marcas Período Fértil e FAG, além de estilistas como Xuruca Pacheco, Leila Bastos, Jailson Marcos, Agender, Lu Pontual, Luciana Meireles, estão com roupas expostas. 

Serviço:
Exposição "Mangue e Beats: bioma, sociedade e cultura"
Desta terça-feira (28) até 28 de fevereiro de 2024
Entrada gratuita
CRAB Sebrae (Praça Tiradentes, 69 - Centro, Rio de Janeiro)

Veja também

Queda extravagante: Confira análise sobre Fuzuê
Crônica

Queda extravagante: Confira análise sobre Fuzuê

"Beleza Fatal": o que se sabe sobre a primeira novela original da Max na América Latina
Streaming

"Beleza Fatal": o que se sabe sobre a primeira novela original da Max na América Latina