Fafá de Belém canta esta quarta no Recife para festejar 40 anos de carreira

Show será no Teatro RioMar, indo a fundo na musicalidade do Pará

Fafá de BelémFafá de Belém - Foto: divulgação

Sonora e contagiante, a inconfundível risada de Fafá de Belém é uma marca registrada. Sinônimo de simpatia, a cantora paraense dificilmente consegue conter seu riso frouxo. “Já fui muito criticada por conta das minhas intermináveis gargalhadas”, revela em entrevista à Folha de Pernambuco. Tal característica inspirou o título de seu mais recente álbum, “Do tamanho certo para o meu sorriso”. Em turnê pelo Brasil com o novo trabalho, a artista aporta na capital pernambucana, onde se apresenta esta quarta, às 21h, no Teatro RioMar (avenida República do Líbano, 251, Pina). Os ingressos vão de R$ 120 a R$ 160.

“Sou politicamente incorreta, passional, gosto de cores, odores, de um batom vermelho. Gosto de desafios e não consigo ficar curtindo dias de ociosidade”, afirma. Essa personalidade está bem presente no DVD gravado por Fafá em agosto de 2016, em São Paulo. O repertório são da canções do CD homônimo, lançado em 2015.

Em comemoração aos 40 anos de carreira de Fafá, o disco mergulha na musicalidade da terra natal da cantora. “O Pará é uma região rica culturalmente, que incorpora influências diversificadas e estilos múltiplos. Uma miscigenação que acaba produzindo, espontaneamente, talentos diferenciados e artistas maravilhosos que extrapolam fronteiras”, defende.

A relação entre Fafá e Pernambuco é antiga. “É uma das ‘minhas terras’. Tenho um carinho todo especial com este Estado e por sua gente. Adoro a energia do carnaval de rua, é sempre revigorante cantar no maior bloco de Carnaval do País. Tenho uma ligação muito forte com esta terra e laços não se explicam, se criam”, explica.

Participante do quadro “Show dos famosos”, do Domingão do Faustão, Fafá confessa que não tem sido fácil conciliar a agenda de shows com a rotina de ensaios e gravações para o programa da TV Globo. “São de seis a oito horas de ensaios por dia, em semanas intercaladas. É uma correria sim, mas está sendo muito prazeroso, porque estou tendo aulas de canto, gestual, incorporando personagens”, comenta. No quadro, Fafá já se transformou em artistas como Alcione e Maria Bethânia.

Veja também

'Venha comigo se quiser viver', diz Arnold Schwarzenegger ao tomar vacina contra Covid-19
Vacina

'Venha comigo se quiser viver', diz Arnold Schwarzenegger ao tomar vacina contra Covid-19

Gusttavo Lima parabeniza Andressa Suita, e seguidores torcem por reconciliação
Celebridades

Gusttavo Lima parabeniza Andressa Suita, e seguidores torcem por reconciliação