Feira de Vinil mais descolada do Recife chega ao fim

Passa Disco, situada em galeria no Parnamirim, vai continuar a fazer eventos de lançamentos de discos

João Fernando Coutinho João Fernando Coutinho  - Foto: Jedson Nobre/Folha de Pernambuco

Disposto a levar à sua loja, a Passa Disco, no Parnamirim, música brasileira de qualidade, o proprietário Fábio Cabral costuma promover eventos, como noites de autógrafos de discos e DVDs, além da tradicional feira de vinil, que vinha trazendo cada vez mais público ao local. O evento, que era realizado em cerca de três a quatro edições por ano, precisou ser encerrado, como foi informado em nota da loja nas redes sociais como o Facebook.

A última edição da Feira de Vinil da Passa Disco ocorreu em setembro (com o lançamento do CD da Academia da Berlinda e a discotecagem de Patrick Tor4 e Dj Nego Nu). Antes de anunciar que acabaria com o evento, Fábio contou que os lojistas haviam pedido algumas adequações, como diminuição do som e relocação do local do mesmo, no que foram atendidos. "Na útima edição o público foi grande e começaram a reclamar que o estacionamento ficou quase todo ocupado com os visitantes da feira...Que eu trazia insegurança pra galeria", lamenta ele, que continuará fazendo ações de lançamento de discos à noite, a exemplo dos autógrafos de Lenine do DVD gravado com orquestra holandesa, na semana passada ("The Bridge – Lenine e Martin Fondse Orchestra Live at Bimhuis", pela gravadora Coqueiro Verde).

Veja um trecho da nota:
"É com penar que informamos que, considerada pela CNN como uma das 10 melhores feiras de vinil do mundo, a Feira de Vinil da Passa Disco chegou ao seu fim. O motivo é que alguns lojistas do Shopping Sítio Trindade reclamaram que o evento tem atraído grande público e isso tem prejudicado o estacionamento e o sossego das pessoas de bem da Galeria, além de apresentar posturas homofóbicas ao reclamarem do fato de que gays estariam se beijando no evento.
Diferentemente dos outros centros comerciais que fazem campanhas pra atrair público, aqui ocorre exatamente o contrário. Por falar nisso, a Passa Disco deu consultorias para a realização de eventos similares à feira no Shopping Center Recife e Plazza Shopping. O evento recebia ampla divulgação da imprensa local e recebeu também destaque em outras mídias nacionais e internacionais como as revistas VEJA, a revista da GOL Linhas Aéreas Inteligentes e, como já citado anteriormente, a CNN International. Ficam os lamentos e o desejo de um dia poder voltar a participarmos ativamente na eterna luta de resistência da música viva!"

Veja também

Claudia Raia posa amordaçada e critica falta de respeito ao desejo e corpo da mulher
Famosos

Claudia Raia posa amordaçada e critica falta de respeito ao desejo e corpo da mulher

Centro Cultural Banco do Brasil promove mostra Macabro
Audiovisual

Centro Cultural Banco do Brasil promove mostra Macabro