televisão

Felipe Titto diz que vai se descobrir como bailarino ao vivo no Dança dos Famosos

Ator disse que não costuma dançar nem socialmente porque não vai a baladas

Felipe TittoFelipe Titto - Foto: Reprodução

Felipe Titto, 34, é uma pessoa focada. O ator e apresentador, que foi um adolescente magrinho e hoje exibe um dos corpos mais sarados do showbiz brasileiro, contou que costuma entrar nos desafios de cabeça. "Sou muito dedicado e intenso no que faço", garantiu. "E faço as coisas para me desafiar e melhorar cada vez mais."

Com o Dança dos Famosos não será diferente. "Já que é para fazer alguma coisa, eu arregaço as mangas e quero ir até o fim", afirmou ele, que já tinha sido sondado para o quadro antes, mas só recebeu um convite oficial nesta temporada.

"Eu confesso que pensei muito antes de aceitar", revelou. "Mas aí levei em consideração o trabalho brilhante de todos e também o trabalho excepcional do Faustão, que sempre foi muito generoso comigo nas vezes que eu estive no programa, como convidado."

"Outra coisa que eu coloquei na balança é que o Dança não é uma brincadeira, é um compromisso muito sério que você tem durante alguns meses", avaliou. "Então, como eu faria para dar conta deste compromisso dentro de uma agenda tão apertada como a minha? Mas eu encarei como um desafio para a minha vida: aprender uma coisa nova. As pessoas não estão se descobrindo na pandemia? Pois bem, a minha descoberta é esta e está exposta (risos)."

E o aprendizado, junto à bailarina Brennda Martins, vai ser quase total, já que Titto não dança nem socialmente. "Eu sou zero vida noturna, não vou para baladas a não ser que seja para fazer algum trabalho", contou. "E eu nunca fiz aula de dança."

Por outro lado, tem bastante experiência no trabalho com o próprio físico. "Eu sou atleta de circo e tenho uma boa consciência corporal, mas isso não tem nada a ver com dança, que exige ritmo, entrosamento com o par, técnica...", contou. "Estou torcendo para que a experiência nos esportes me ajude em alguma coisa na dança. Vamos ver..."

Por isso mesmo, está encarando a competição de peito aberto. "Eu sou competitivo, mas também não sou egoísta", afirmou. "Se eu tivesse que sair mais cedo, eu não ficaria frustrado, de forma alguma, porque eu aceito críticas com sabedoria e humildade. O importante não é vencer a competição com os outros, o importante é você vencer a competição consigo, saber que evoluiu e que melhorou em alguma coisa."

Veja também

Netflix faz campanha para Chadwick Boseman ser indicado ao Oscar em 2021
Oscar 2021

Netflix faz campanha para Chadwick Boseman ser indicado ao Oscar em 2021

Wesley Safadão faz 1ª live solo desde abril: 'Não dá para deixar 2020 sem Garota VIP'
live

Wesley Safadão faz 1ª live solo desde abril: 'Não dá para deixar 2020 sem Garota VIP'