Cultura

Fenearte movimenta Recife e Olinda com artesanato, shows, moda, exposições e gastronomia 

Desta quarta-feira (5) até 16 de julho, feira movimenta o Centro de Convenções e 50 espaços culturais e restaurantes das duas cidades, uma novidade deste ano

23ª edição da Fenearte começa nesta quarta (5)23ª edição da Fenearte começa nesta quarta (5) - Foto: Arthur de Souza / Folha de Pernambuco

A Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) inaugura sua 23ª edição, nesta quarta-feira (5), com uma extensa programação que vai até o dia 16 de julho, no Centro de Convenções, com a novidade da expansão para 50 espaços culturais e restaurantes do Recife e de Olinda. O evento oferece acesso a diversas linguagens culturais como artesanato, shows, moda, exposições e gastronomia.

Com investimento de R$8 milhões Governo do Estado, por meio da Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (Adepe), a expectativa é que o evento movimente cerca de R$ 40 milhões para a economia local. Serão mais de 5 mil expositores, entre artesãos de Pernambuco, de todo o Brasil e de diversos países, ocupando cerca de 25 mil metros quadrados do pavilhão do Cecon-PE. O público estimado é de 300 mil pessoas.

Com o tema “Loiceiros de Pernambuco – Arte da Terra, Poesia das Mãos”, a 23ª Fenearte contabiliza mais de 30 setores. No maior, dedicado a artesãos pernambucanos, são 305 estandes. Outros 68 expositores pernambucanos vão ocupar o estande do Sebrae-PE. Também participam os Sebraes do Amazonas, Ceará, Rio Grande do Norte, Minas Gerais e Espírito Santo. A feira terá estandes de oito etnias indígenas, 73 municípios pernambucanos, 40 associações, todos os estados brasileiros e 27 países. 

Feira da Música
Distribuída nos palcos Alternativo e Cultura Popular, a programação musical para os 11 dias de feira, reunirá mais de 60 atrações com artistas pernambucanos como Martins, Uana, Bonsucesso Samba Clube, Em canto e Poesia, incluindo os grupos da cultura popular, a exemplo do Coco Raízes de Arcoverde, Coco de Umbigada, Boi Marinho, cavalos marinhos, bois e blocos líricos, entre outros. (Confira a programação completa abaixo).

As atrações, divulgadas pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), serão divididas em dois palcos: Alternativo e da Cultura Popular, montados na Praça de Alimentação da feira. O Palco da Cultural Popular terá atividades sempre a partir das 15h. Por lá, quatro grupos ou artistas individuais vão se apresentar diariamente. Já no período da noite, a programação continua no Palco Alternativo. Nele, os shows começam às 18h. Nos dois espaços, os shows começarão no segundo dia de Fenearte, na quinta-feira (6). A partir desta data, haverá programação musical todos os dias.

Feira da gastronomia
O evento apresentará aulas-show com produções de receitas ao vivo, degustação e, de forma inédita, a operação do restaurante Pernambuco à Mesa. Pela terceira vez consecutiva, o Instituto César Santos assina a curadoria gastronômica da Fenearte e da  Cozinha Fenearte, que, além dele, terá mais 15 chefs pernambucanos, das quartas aos domingos. 

O espaço vai acompanhar o tema principal da feira, “Loiceiros de Pernambuco – Arte da Terra, Poesia das Mãos”, e terá a panela de barro, um dos primeiros utilitários frutos dessa arte, como protagonista do fazer culinário. Os chefs foram provocados a criar pratos inspirados nas quatro regiões do estado, Litoral, Zona da Mata, Agreste e Sertão, com um menu que sugere uma expedição gastronômica pernambucana, resgatando e divulgando ingredientes, fazeres e a riqueza de nossa cultura alimentar.

FenearteNesta edição, a feira traz o tema: “Loiceiros de Pernambuco – Arte da Terra, Poesia das Mãos”  | Foto: Arthur de Souza / FolhaPE

Novidades da edição 2023
Neste ano, a Fenearte empreenderá ações inéditas. A principal delas é o Circuito Fenearte, uma programação que transbordará o Centro de Convenções de Pernambuco, com atividades acontecendo paralelamente em cerca de 50 espaços culturais e restaurantes do Recife e de Olinda. Entre elas, a ART-PE, que adiantou a sua segunda edição e vai acontecer emparelhada à feira de artesanato.

“A Fenearte é uma política pública de sucesso, que vem transformando a vida dos artesãos de Pernambuco, do Brasil e do mundo. E, agora, estamos levando para outro patamar, fazendo com que um novo espaço e público sejam atingidos”, declarou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Guilherme Cavalcanti.

Outra ação inédita é um estudo da cadeia produtiva do artesanato, pesquisa e mapeamento que será realizado durante a feira. O Estado fará uma análise aprofundada para compreender toda a cadeia produtiva do artesanato – desde a artesã e o artesão, passando pelo seu produto, o território em que vive e produz, e também o mercado. A partir disso, terá informações relevantes para construir estratégias e ações estruturais para o artesanato nos próximos anos.

Homenagem
No mezanino do pavilhão, a exposição “As Loiceiras de Tacaratu – A Arte Milenar das Mulheres do Meu Sertão”, com fotografias de Ana Araujo, apresentará a tradição da loiça no município pernambucano; um saber difundido pelo povo Pankararu que lá habita. As loiças terão destaque também no Espaço Janete Costa, que, aliás, continua com o projeto Conversas Instigantes, de palestras com artesãos, artistas, designers e produtores.

Serviço

Programação - Palco da Cultura Popular

Quinta-feira (06/07)

15h - Xaxado do Egídio
15h40 - Daniel Olímpio e Djair Olimpio 
16h20 - Coco de Umbigada de Mãe Beth de Oxum
17h - Marcus Mercury (performance de dança)

Sexta-feira (07/07)
15h - Cavalo Marinho Estrela de Ouro - Condado
15h40 - Reisado do Inhanhum
16h20 - Ciranda Santa Maria
17h - Adiel Luna

Sábado (08/07)
15h - Tribo Indígena Carijós
15h40 - Ciranda Imperial
16h20 - Banda de Pífanos Nossa Senhora das Graças
17h - As Severinas

Domingo (09/07)
15h - Banda de Pífano Fulni-ô
15h40 - Dona Glorinha do Coco
16h20 - Grupo Cultural Indígena Fetxha
17h - Em canto e Poesia

Segunda-feira (10/07)
15h - Caboclinho União Sete Flexas
15h40 - Reisado Imperial
16h20 - Mocinha de Passira
17h - Ciranda Rosa Vermelha

Terça-feira (11/07)
15h - Nailson Vieira
15h40 - Ciranda Terno da Mata
16h20 - Bloco Lírico Compositores e Foliões
17h - Ivison Trio

Quarta-feira (12/07)
15h - Clube Indígena de Canindé
15h40 - Repentistas Antonio Lisboa e Joao Lídio
16h20 - Bumba meu Boi Tira Teima (do Mestre Zé de Bibi)
17h - Dom Santana

Quinta-feira (13/07)
15h - Boi Dourado
15h40 - Grupo de Coco Chinelo de Iaiá
16h20 - Bloco Carnavalesco Misto Batutas de São José
17h - Vitoria do Pife

Sexta-feira (14/07)
15h - Grupo Cultural Fulni-ô
15h40 - Luciano Leonel - repente
16h20 - Boi Marinho

Sábado (15/07)
15h -Banda de Pífanos São Sebastião
15h40 - Troça Carnavalesca Mista Abanadores do Arruda
16h20 - Samba de Coco Raízes de Arcoverde
17h - Marília Parente

Domingo (16/07)
15h - Boi Cara Branca de Limoeiro
15h40 - Grupo Cultural Os Meninos do Coqueiro (Banda de Coco: Meninos do Coqueiro)
16h20 - Coco e Ciranda do Mestre de Goitá (Coco de Roda e Ciranda do Mestre Goitá)
17h - Berinho Lima

Programação - Palco Alternativo

Quinta-feira (06/07)

18h -  nima
19h40 - Dani Carmesim

Sexta-feira (07/07)
18h -João Paulo Rosa e o Eito
19h40 - Gabi da Pele Preta

Sábado (08/07)
18h - Banda Mascates
19h40 - Martins

Domingo (09/07)
18h - Barbarize
19h40 - Ciel Santos

Segunda-feira (10/07)
18h - Isadora Melo 
19h40 - Banda dos Corações Selvagens

Terça-feira (11/07)
18h - Dionízio
19h40 - Isabela Morais

Quarta-feira (12/07)
18h - Chorinho Cambuca 
19h40 - Rogéria Dera

Quinta-feira (13/07)
18h - Uana
19h40 - Amun Há

Sexta-feira (14/07)
18h - Mazuli
19h40 - Abulidu

Sábado (15/07)
18h - Larissa Lisboa
19h40 – Erisson Porto 

Domingo (16/07)
18h - Seu Pereira 
19h40 - Bonsucesso Samba Clube

Veja também

Saiba tudo sobre ''Pedaço de mim'', a série brasileira mais vista no ranking mundial da Netflix
STREAMING

Saiba tudo sobre ''Pedaço de mim'', a série brasileira mais vista no ranking mundial da Netflix

Hugh Jackman e Ryan Reynolds participam do Podpah e elogiam brasileiros
PODCAST

Hugh Jackman e Ryan Reynolds participam do Podpah e elogiam brasileiros

Newsletter