Festival Animage 2018 apresenta curtas e longas premiados

Nona edição do festival de animação, que ocorre entre os dias 12 e 21 de outubro, levará animações para diferentes endereços em Pernambuco

Cena do filme 'Ce Magnifique Gâteau' (Bélgica)Cena do filme 'Ce Magnifique Gâteau' (Bélgica) - Foto: Divulgação

A programação da 9ª edição do Animage - Festival Internacional de Animação de Pernambuco, evento que ocorre entre os dias 12 e 21 de outubro, em diferentes endereços de Pernambuco, reúne filmes brasileiros e internacionais. A programação conta com destaques, como o curta-metragem pernambucano "Guaxuma", de Nara Normande, que será exibido antes do longa-metragem "A Cidade dos Piratas", de Otto Guerra.

"Neste ano, a gente se consolida como o festival de animação com maior quantidade de longas-metragens no Brasil. É o melhor lugar para ficar atualizado sobre as animações lançadas no mundo", sugere Julio Cavani, curador do Animage. "Por exemplo, 'La Casa Lobo' (Chile), que foi lançado no Festival de Berlim. Ou então 'Ce Magnifique Gâteau' (Bélgica), que foi o vencedor nos festivais de Ottawa [Canadá] e Zagreb [Croácia]. Ambos estão na programação", explica.

A seleção de filmes indica interesse por um cinema independente e autoral. "Queremos valorizar o lado artístico do cinema de animação, artesanal, politicamente engajado, ousado, experimental. É mais voltado a essa essência do que ao cinema de mercado, apesar de uma coisa não impedir a outra. Também podemos exibir filmes da indústria. Por exemplo, 'Dear Basketball', vencedor do Oscar, com roteiro de Kobe Bryant, ex-jogador da NBA. É um filme artesanal, muito pessoal, autobiográfico, em que Kobe fala como o basquete mudou sua vida", comenta o curador.

Leia também:
Animage 2018 divulga programação com 92 curtas-metragens
Crítica: 'Os Jovens Titãs em ação! Nos cinemas' é comédia despretensiosa
Cinema da UFPE mais próximo de ser inaugurado


Uma das sessões mais interessantes é a exibição do filme "Yellow Submarine", de George Dunning (1968), em versão restaurada, para comemorar os 50 anos do lançamento. "Foi bem difícil conseguir esse filme. Passamos meses para encontrar o contato e conseguir a liberação. A exibição vai ser grátis. Antes, vamos exibir o curta pernambucano 'Bolha', de Mateus Alves, um músico que é influenciado pelos Beatles", explica Cavani. "Esse longa é interessante por causa Beatles, o que vai levar ao cinema um público que não conhece o festival, e por ser experimental, combinando várias técnicas de animação e experimentações narrativas", detalha.

Endereços

A programação será exibida em diferentes locais: não apenas os tradicionais São Luiz e Fundação Joaquim Nabuco (com salas nos bairros do Derby e em Casa Forte) - com ingressos a R$ 5 - como também fazem parte do roteiro  - com sessões gratuitas - a Caixa Cultural Recife, Praça da Várzea (Pinto Damásio), Parque Santos Dumont, Parque da Macaxeira, além de mostras no Interior do Estado, em Triunfo, Caruaru e Belo Jardim. A programação no São Luiz começa a partir do dia 16, enquanto nos outros pontos será iniciada no dia 12.

"O cinema de animação não encontra facilmente espaço no circuito normal. As pessoas precisam dos festivais para descobrir esses filmes. Se exibíssemos apenas nos cinemas São Luiz e da Fundação [Joaquim Nabuco], seria restrito apenas ao Centro da Cidade. Então com essas mostras em parques são formas de descentralizar e incluir a população no festival. Neste ano, vamos começar o Animage com essas mostras nos parques e depois que vamos ao Cinema São Luiz", detalha Julio Cavani. A programação completa do evento está no site do festival.

Veja também

Nego do Borel apela para discurso religioso após acusações de agressão
Religiosidade

Nego do Borel apela para discurso religioso após acusações de agressão

Comparada a Satanás, Andressa Urach critica pastores da Universal
Polêmica

Comparada a Satanás, Andressa Urach critica pastores da Universal