Música

Festival Virtuosi Rafael Garcia celebra 25 edições com concertos inéditos no Recife, em dezembro

De 2 a 8 de dezembro, evento apresenta músicos da Inglaterra, Sérvia, França e Brasil, no Teatro de Santa Isabel e Igreja da Madre de Deus; Leda Alves é a homenageada

 Duo Rowland Bogdanovic está entre as atrações do festival Duo Rowland Bogdanovic está entre as atrações do festival - Foto: StefanBremer/Divulgação

Um dos mais tradicionais festivais de música erudita do Brasil, o Virtuosi Rafael Garcia, chega a sua 25ª edição, de 2 a 8 de dezembro, apresentando grandes artistas nacionais e internacionais se apresentarão no Recife, em concertos na Igreja da Madre de Deus e no Teatro de Santa Isabel, além da masterclass, oficina de música para pessoas com deficiência e do concerto no Compaz Governador Miguel Arraes

Capitaneado pela pianista pernambucana Ana Lúcia Altino, o Virtuosi traz entre os destaques a violoncelista sérvio-francesa Maja Bogdanovic, o duo Flûte Transcriptions, formado pela flautista brasileira Raquele Magalhães e pela pianista francesa Marie-Josèphe Jude, além de Daniel Rowland, holandês/inglês, um dos maiores violinistas da atualidade. Fazendo as honras da casa, Rafaell Altino, que do Recife ganhou o mundo e é hoje o principal violista de sinfônica na Dinamarca, Ana Lúcia Altino e a Orquestra Jovem de Pernambuco. 

Concertos Inéditos
A programação contempla quatro concertos inéditos - dois na Igreja da Madre de Deus e dois no Teatro de Santa Isabel - masterclass, oficina de música para pessoas com deficiência, concerto no Compaz Governador Miguel Arraes e o Virtuosi Diálogos, para os que desejam conhecer mais sobre um dos gêneros musicais mais antigos do mundo. 

O XXV Virtuosi Rafael Garcia homenageia a atriz e gestora pública Leda Alves, falecida no dia 4 de novembro. Leda foi sempre uma apoiadora, defensora e entusiasta do Virtuosi, em todos os momentos de sua vida pública. O evento oferece acesso completamente gratuito - para participar da masterclass, oficina e Virtuosi Diálogos, a inscrição gratuita deve ser feita através deste link.

O festival tem patrocínio da Copergás e Prefeitura Municipal do Recife e apoio da Excelsior Seguros (através da Lei Federal de Incentivo Fiscal), da Embaixada do Reino dos Países Baixos (através da Chamada Pública ‘Conexões Culturais, Cidades Habitáveis – 2022’) e da Embaixada da França no Brasil.

“Um festival que atinge 25 anos de existência mostra que conseguiu estabelecer-se parte importante do cenário cultural, ganhando reconhecimento não apenas local, mas nacional e internacional. Manter um evento de música erudita por esse período requer grande comprometimento e paixão pela arte, dedicação enorme à promoção da música", enfatiza Ana Lúcia Altino que, ao lado de seu marido, o maestro Rafael Altino, falecido em 2021, idealizou o Virtuosi.

Segundo a idealizadora do Virtuosi, o festival evoluiu a cada edição. "Ao longo desse tempo, o festival desempenhou um papel muito importante no desenvolvimento e na educação de músicos, estudantes e apreciadores de música clássica. Criou e manteve um público, inspirou novas gerações de músicos. Evoluiu na programação, atraiu novos artistas, mostrou a capacidade de se adaptar às mudanças no cenário musical e soube afirmar sua relevância”, completa Ana Lúcia.

Programação
O festival tem início no dia 2 de dezembro, na Igreja da Madre de Deus, às 19h. O concerto de abertura é “Recompondo Vivaldi”, que traz o violinista holandês-inglês Daniel Rowland com a Orquestra Jovem de Pernambuco, apresentando “As Novas Quatro Estações - Recompondo Vivaldi”, do compositor britânico Max Richter. A “recomposição” de Richter fez mais do que transcrever e reorganizar a obra.

Ele absorveu o original “em sua própria corrente sanguínea musical” e descartou 75% do trabalho original de Vivaldi. O compositor afirmou que “As Quatro Estações é algo que todos carregamos conosco. Está em todo lugar. Você ouve isso regularmente no supermercado, é confrontado em anúncios ou ouve-o como música quando está em espera… lentamente, você começa a apagá-lo. Este projeto consiste em recuperar esta música para mim pessoalmente, entrando nela e redescobrindo-a por mim mesmo… e trilhando um novo caminho através de uma paisagem bem conhecida.”

No dia 3 de dezembro, na Igreja da Madre de Deus, às 19h, o Duo Rowland & Bogdanovic apresenta um programa inédito com duetos para violino e violoncelo. Eles recebem o violista convidado Rafaell Altino para participar do programa em dois trios para cordas, executando obras de compositores como Astor Piazzolla, George Enescu e Ernö  Dohnanyi.

O violinista holandês-inglês Daniel Rowland e a violoncelista sérvio-francesa Maja Bogdanovic unem forças nesta parceria musical excepcional. Desde que formaram a sua dupla em 2018, atuaram em grandes festivais por toda a Europa, EUA e América do Sul, sendo aclamados pelas interpretações apaixonadas, programação colorida e inovadora. Seu recente lançamento em CD pela Challenge Records inclui gravações de estreia mundial de obras de Penderecki, Sollima e Vasks.

O XXV Virtuosi Rafael Garcia segue sua programação, entre 4 e 7 de dezembro, no Compaz Governador Miguel Arraes. Dias 4 e 6 de dezembro, de 17h às 19h, acontece o Virtuosi Diálogos, oportunidade para apreciadores da música clássica se aprofundarem no tema em bate-papo com o professor Sergio Barza. Graduado em Música (UFPE), ele é professor do Conservatório Pernambucano de Música e foi regente de diversos grupos ligados ao CPM, como a Orquestra Sinfônica de Alunos e o Collegium Musicum. Regeu diversas vezes, como convidado, a Orquestra Sinfônica do Recife e o Grupo de Percussão do Nordeste. Atualmente, é o regente da Orquestra de Rock do CPM.

Dias 4 e 7 de dezembro, das 15h às 17h, serão realizadas as Oficinas de Sensibilização Percussiva para Pessoas com Deficiência, também no Compaz. A oficina será ministrada pelo professor Jorge Martins, do projeto Corpos Percussivos, que se transformou em ONG em 2005. Atuante na Europa desde 1999, recebeu o Prêmio Itaú-Unicef - Educação e Participação, com o projeto “Integração da Criança Portadora de Deficiência na Escola”, através da ONG Coletivo Refazendo. 

Ainda no dia 7 de dezembro, às 17h, será realizado o Concerto da Orquestra Jovem de Pernambuco no Compaz, sob a regência de Nilson Galvão.

O Teatro de Santa Isabel é palco de dois concertos do Virtuosi. Dia 7 de dezembro, às 20h, recebe o duo Flûte Transcriptions. Formado pela flautista brasileira Raquele Magalhães e pela pianista francesa Marie-Josèphe Jude, o duo apresenta obras dos compositores Ravel, Debussy, Gnattalli e Prokovief.

Raquele Magalhães concluiu na França os estudos no Conservatoire National Supérieur de Musique et de Danse de Paris, onde obteve o Primeiro Prêmio em flauta nas aulas de Alain Marion e Sophie Cherrier, e realizou um Terceiro Ciclo (PhD) com Philippe Bernold no Conservatoire de Lyon. Marie-Josephe Jude foi finalista do prestigiado concurso Clara Haskil, em 1989, e ganhou o prémio "Novos Talentos" nas Victoires de la Musique, em 1995.

No mesmo dia 7 de dezembro, das 10h às 12h, Raquele Magalhães oferece uma masterclass de flauta no auditório do MAMAM, Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães.

Encerrando a programação, dia 8, o violista pernambucano Rafaell Altino realiza o programa “Celebração da Viola”, no Teatro de Santa Isabel. Começa com a execução do 3º movimento da “Sonata para cello e piano” de Rachmaninoff por Rafaell Altino e sua mãe, a pianista Ana Lúcia Altino, numa homenagem a Leda Alves. Com a Orquestra Jovem de Pernambuco sob a regência de Nilson Galvão, Rafaell apresentará obras virtuosísticas para viola, tais como a “Grande Sonata para viola e orquestra” de Paganini, e as estações Verão e Inverno, tanto de Astor Piazzolla como de Antonio Vivaldi.

Violista principal da Sinfônica de Odense (Dinamarca), Rafaell Altino começou seus estudos musicais com seu pai, Rafael Garcia, aos 9 anos. Aos 17, mudou-se para os Estados Unidos, onde recebeu os diplomas de Bacharel pelo NEC (Boston) e Mestre pela Juilliard School (Nova Iorque). Participa de festivais internacionais e concertos em países como Brasil, França, Grécia, Japão, Suécia, Taiwan. Toca em uma viola francesa do final de 1700 de autor desconhecido, com um arco James Tubbs cedidos pelo Instrumentfonden (um fundo especial da orquestra) da Sinfônica de Odense. Gravou o CD “Viola a Rafael” e o Concerto Steppenwolf de Christian Lindberg pelo selo Bis.

Programação

Igreja Madre de Deus (Rua da Madre de Deus, Recife Antigo)

02/12, 19h
Recompondo Vivaldi
Daniel Rowland, violino
Orquestra Jovem de Pernambuco

03/12, 19h
Duo Rowland & Bogdanovic
Daniel Rowland, violino
Maja Bogdanovich, cello
Rafaell Altino, viola (artista convidado)

Compaz Governador Miguel Arraes (Av. Caxangá, 653, Caxangá)

04 e 06/12, 17h – 19h
Virtuosi Diálogos
Sergio Barza

04 e 07/12, 15h - 17h
Oficina de Sensibilização Percussiva
Jorge Martins

07/12, 17h
Concerto
Orquestra Jovem de Pernambuco
Nilson Galvão, regente

Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães – Mamam (Rua da Aurora, 265, Boa Vista)

07/12, 10h – 12h 
Masterclass Flauta
Raquelle Magalhães, flauta

Teatro de Santa Isabel (Praça da República, Santo Antônio)

07/12, 20h
Flûte Transcriptions
Raquelle Magalhães, flauta
Marie-Josèphe Jude, piano

08/12, 20h
Celebração da Viola
Ana Lúcia Altino, piano
Rafaell Altino, viola
Orquestra Jovem de Pernambuco
Nilson Galvão, regente

SERVIÇO:
XXV Virtuosi Rafael Garcia

Concertos: entrada franca
Masterclass, oficina e Virtuosi Diálogos: inscrição gratuita através deste link.
Informações: (81) 3203-6023, @virtuosi, www.virtuosi.com.br

Veja também

Paul McCartney faz show surpresa em Brasília
APRESENTAÇÃO

Paul McCartney faz show surpresa em Brasília

Brazil Game Awards: conheça os indicados da edição 2023
PREMIAÇÃO

Brazil Game Awards: conheça os indicados da edição 2023