Filme "Bacurau" ganha prêmio 'ex aequo' em Cannes

Dirigido por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, o filme é visto como uma mensagem de resistência ao atual governo Brasileiro

Cena do filme 'Bacurau'Cena do filme 'Bacurau' - Foto: Divulgação

O filme brasileiro "Bacurau", dirigido por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, recebeu neste sábado (25) o prêmio do júri do Festival de Cannes, 'ex aequo' com o francês "Les Misérables".

"Bacurau" narra a história de um pequeno povoado do sertão perseguido por um grupo de assassinos americanos. O filme é visto como uma mensagem de resistência ao atual governo de extrema-direita do Brasil.

"Trabalhamos para a cultura no Brasil e o que precisamos é de seu apoio", disse ao receber o prêmio Mendonça, que já competiu pela Palma de Ouro em 2016 com "Aquarius".

Leia também:
Em Cannes, cacique Raoni diz que pretende falar com Bolsonaro sobre Xingu
'Bacurau', um grito de resistência em Cannes


O filme se passa dentro de alguns anos no Brasil. O povoado de Bacurau, localizado no Sertão do Seridó, desaparece do mapa na internet.

Os celulares param de funcionar, deixando os moradores isolados. Os assassinos têm carta branca para liquidar todo mundo, mas a comunidade se organiza para resistir.

Veja também

The Voice+ estreia com promessa de histórias emocionantes, leves e joviais
Televisão

The Voice+ estreia com promessa de histórias emocionantes, leves e joviais

Babu Santana diz que temática negra está na moda, mas racismo ainda é estrutural
Famosos

Babu Santana diz que temática negra está na moda, mas racismo ainda é estrutural