'Flicts', de Ziraldo, completa 50 anos e ganha edição comemorativa

Primeiro livro para crianças do cartunista e escritor mineiro é considerado um marco da literatura infantojuvenil brasileira

Capa de "Flicts"Capa de "Flicts" - Foto: Divulgação

Ziraldo está "firme e forte", conforme avisou recentemente em suas redes sociais, desmentindo os boatos de que havia morrido. Recuperando-se de um AVC sofrido no ano passado, o cartunista e escritor mineiro, de 86 anos, tem motivos de sobra para celebrar a vida. É que "Flicts", seu primeiro livro infantil, completa cinco décadas neste domingo (18). A admirada obra ganha uma edição comemorativa, já disponível nas livrarias, que resgata as características da versão original.

Considerado um marco da literatura infantojuvenil brasileira, o livro conta a história de uma cor diferente de todas as outras e que não consegue encontrar seu lugar no mundo. "Não tinha a força do vermelho, não tinha a imensa luz do amarelo, nem a paz que tem o azul", diz um dos trechos. Reeditado várias vezes, adotado como material pedagógico por escolas e transformado em peça de teatro, o livro atravessou gerações. Nos dias de hoje, sua mensagem poética sobre liberdade e autoaceitação casa bem com os discursos de combate ao bullying e apoio à diversidade.

A obra surgiu como uma condição proposta pelo editor Fernando de Castro Ferro, da editora Expressão e Cultura. Para conseguir lançar "Jeremias, o Bom", coletânea das tiras semanais impressas no Jornal do Brasil e na revista O Cruzeiro, o cartunista precisava entregar uma publicação para criança. Utilizando pedaços de papéis coloridos no protótipo, Ziraldo finalizou o livro em apenas dois dias. Na mesma época, o homem pisava na lua pela primeira vez, inspirando o autor a criar o final da saga: "A lua é Flicts". O fato foi confirmado pelo próprio Neil Armstrong, que autografou com a frase um exemplar do livro entregue pelo cartunista.

Leia também:
Supermãe, personagem de Ziraldo, ganha almanaque comemorativo
Chegada do homem a lua influenciou a cultura


Traduzido para idiomas como inglês e japonês, o livro já vendeu mais de 500 mil cópias somente na Melhoramentos, que começou a publicá-lo nos anos 1980. "A quantidade de vendas por ano nunca caiu. Ele se mantém sempre entre os mais vendidos da casa", afirma a editora Leila Bortolazzi. Por causa desse sucesso, a empresa aposta alto no êxito da nova edição. A organização ficou por conta da designer Adriana Lins, sobrinha de Ziraldo. "Por recomendações médicas, ele não podia sair de casa. Então, ela fazia os ajustes e levava tudo para ele aprovar e resolverem juntos", explica.

Ziraldo

Ziraldo - Crédito: Fernando Frazão/ Agência Brasil



A fidelidade ao projeto inicialmente idealizado pelo cartunista é uma marca desta versão festiva, que retoma a diagramação e a tipografia originais. Atendendo às demandas de mercado da época, a partir da sua segunda edição, o livro foi reduzido para 40 páginas. A publicação retorna às 80 páginas iniciais e é dessa maneira que, segundo a editora, serão também as tiragens futuras. "A obra tem outro ritmo com essa forma. O 'Flicts' é uma experiência. Toda a leitura ganha um respiro quando as páginas em branco e o silêncio são mantidos", comenta.

O livro traz ainda, como material adicional, comentários feitos por nomes como Rachel de Queiroz, Millôr Fernandes e Carlos Drummond de Andrade, além da reprodução do autógrafo de Armstrong. O texto de apresentação é assinado pelo designer, escritor e ilustrador Guto Lins, que ressalta a criatividade objetiva e a ousadia consciente da obra. "Flicts abriu portas ao propor uma estética contemporânea, com influências resinificadas da Pop-Art e do design europeu. A cor como linguagem potencializando a poesia com grandes áreas monocromáticas, harmonizadas com o uso magistral do branco", analisa.

Serviço

"Flicts", de Ziraldo
Editora Melhoramentos
80 páginas
Preço médio: R$ 59

Nova edição resgata características originais de

Nova edição resgata características originais de "Flicts" - Crédito: Divulgação


 

 

Veja também

Rafael Cardoso, Mariana Bridi e os dois filhos estão com coronavírus
Coronavírus

Rafael Cardoso, Mariana Bridi e os dois filhos estão com coronavírus

Documentário faz retrato afetivo de escola pública na preparação para o Enem
educação

Documentário faz retrato afetivo de escola pública na preparação para o Enem