Florais Brasileiros: o elixir nacional

É chegado o TEMPO de meditar sobre nossas atitudes e escolhermos a VIA POSITIVA e renascermos para um novo caminho por meio da Alquimia das Ervas e Plantas

Florais Brasileiros e os Quatro ElementosFlorais Brasileiros e os Quatro Elementos - Foto: Joel Aleixo

Amo florais e indico, mas quando penso no assunto falo para excelentes profissionais que têm da área, com destaque aqui no Brasil e no momento, aqui em Pernambuco: — Quero ler e aprender com vocês. Sou uma eterna aprendiz. Gosto de sentir e tentar olhar como o outro percebe o que também gosto de fazer, assim posso somar o que tenho em mim e se possível transmitir o que vejo aos outros após a experiência vivida e transmitida.

Dessa maneira, aqui temos o texto sobre os Florais Brasileiros, mais conhecido como os Florais de Joel Aleixo, escrito por Iolanda Queiroz.

Mulher sábia, bonita por dentro e por fora. É o tipo de mulher que chamo de Poderosa. Excelente profissional e ser humano incrível. Sem falar da candura que a mesma transmite da sua fala até os seus movimentos. Já a informei que aguardo outros maravilhosos textos para contribuir com o nosso crescimento e conhecimento interno e externo na nossa humilde coluna, mas feita como muito esmero para todos que a acessam. Iolanda, muito grata!!!

“Algumas experiências são marcantes. Ao aguçar a memória, reporto-me a Iniciação do uso de Florais e Fitoterápicos. A combinação alquímica de Plantas, Flores e Ervas medicinais promoveram em meu SER a transformação necessária, aproximando-me à Natureza e a minha verdadeira Essência.

Paracelso, com a convicção de uma Divindade dentro do homem, compreendeu que a doença tinha origem no plano Sutil, acima do Físico. 'A doença é o efeito derradeiro produzido pelo corpo devido ao conflito entre a Alma e a Mente'.

Consideramos de maneira geral que a doença nos parece CRUEL, mas ela se instala, na maioria das vezes para nos Alertar. Entendida e compreendida de forma correta, ela nos aponta para revermos sentimentos grosseiros que podem estar 'Ocultos' em nosso inconsciente.

Entramos em total Desequilíbrio Energético quando cultivamos mágoas, medos, ressentimentos, dúvidas e frustrações, intoxicando o nosso corpo; atraindo doenças.

O ser humano HOJE padecemos de uma Miopia (CONSCIÊNCIA) que nos torna incapaz de enxergar como estamos direcionando e conduzindo nosso Propósito de Vida.

Purificar os pensamentos plasmamos nossas células, estruturas saudáveis para enxergar, tornando-nos co-autores da nossa SAÚDE.

Há aproximadamente 90 anos, o Médico Edward Bach Ficou desiludido com Medicina Ortodoxa, pois não obteve resultados positivos com a debilidade de sua saúde. Dedicou-se a pesquisa e mergulhou em novas buscas e concluiu que faltava FOCO na Alma Humana. Apresentou pela primeira vez ao Mundo a ideia de tratamento por Energia Vibracional através das Flores, mesmo que não se ACREDITE nessa Energia Sutil.

Embora sabedores de grande resistência, por grande parte da Classe Médica em relação a Medicina Complementar (nome Oficial, segundo OMS de toda a forma de Terapia Alternativa de caráter naturista.

Aproximadamente há 20 anos, o Alquimista Joel Aleixo criou um sistema de Florais; conhecido como Florais Brasileiros. Fundamentou seu Trabalho quando afirma: ‘As plantas não curam ninguém, é a Alma delas que CURA’. É uma das frases mais conhecidas deste curador incansável que defende o poder de Cura está na Aura das plantas.

É chegado o TEMPO de meditar sobre nossas atitudes e escolhermos a VIA POSITIVA e renascermos para um novo caminho por meio da Alquimia das Ervas e Plantas.

O trabalho terapêutico com as Ervas segue os ritmos da Natureza as fases lunares e o tempo Solar.

Destacamos os 4 (quatro) elementos que são forças vitais que compõem a criação e podem ser percebidas pelo nosso sentidos Físicos.

Fogo – vontade – ossos;

Terra – forma – músculos;

Água – Fluidez – sistema nervoso;

Ar – discernimento – glândulas.

A Escritora inglesa – Joan Cooke escreveu em seu livro – Sabedoria das Estrelas – que expressa as lições dos elementos que a Alma precisa aprender para Evoluir.

Fogo – aprender a Amar;

Terra – aprender o Serviço;

Ar – Aprender a Fraternidade;

Água – Aprender a Paz.

Nosso atendimento terapêutico é uma grande experiência de troca. Momento de Escuta do paciente e observação de postura corporal e gestual.

Falta ou excesso de Fogo – vontade escassez de Alegria, fé, otimismo e autoconfiança.

Inquieto, compulsivo, egocentrismo Esses desequilíbrios nos remete a problemas ósseos no corpo.

Falta ou excesso de Terra – realização – Desapego a coisas materiais, sem base para se apoiar e dificuldade de ancorar. Não concretiza projetos.

Confia no que parece SER, duro e cruel. Os desequilíbrios trazem dificuldades musculares.

Falta ou excesso de Água – Fluidez.

Grande dificuldade de se aproximar das pessoas e dos relacionamentos, insensível a qualquer experiência, paixões compulsivas, sem adaptação – Pode ser influenciável e, ou emoções incontroláveis e essencialmente sensível a tudo. Às vezes se submete e cede, mas alcança êxito.

Falta ou excesso de AR – Discernimento.

Dificilmente de ter objetividade em seus pontos de vista. Reações irracionais quando ameaçados por novas ideias. As dificuldades trazem problemas do sistema nervoso.

A importância do equilíbrio dos quatro elementos é que nos faz estar no AQUI e o AGORA de nossas atitudes e ações

O Fogo é afirmação de nós mesmos é o magnetismo pessoal e dos ideais interiores, ervas que combatem a debilidade física – arruda – artemisia – manjericão – trapoeraba.

A Terra é a realização através da matéria, é a força que rege os detalhes, algumas ervas para enraizar – alecrim – pfáffia – sálvia – sete sangria.

O Ar flui em nossos gestos, trazendo sentido justo discernimento e ousadia em nossos atos – Algumas ervas que combatem a insônia, ansiedade, e sistema nervoso – alfazema – Macela – camomila e cânfora.

A água é a força protetora que inspira e transforma a consciência combatendo úlceras e fígado tratamos com bálsamo, capuchinha – mil folhas e chapéu de Couro.

Citamos algumas ervas, mas existe uma autêntica enciclopédia catalogada com informações valiosas que utilizamos nos tratamentos alquímicos.

Em casos crônicos em que os pacientes tentaram o uso da terapêutica natural, nenhum efeito foi satisfatório. A busca será na alopatia (Transplantes – cirurgias) já que a DOENÇA já se instalou em todo seu SER (espiritual, psicológico e mental).

O importante é buscar o autoconhecimento e se trabalhar, principalmente em contato com a natureza para evitar a DOENÇA e saudar a VIDA sempre. As flores são um excelente caminho, e as do nosso lindo Brasil são maravilhosas.”

Finalizo com a grande poetisa e doceira Cora Coralina (1889 – 1985), que também amava plantas e cultivava o seu próprio jardim e suas flores: Eu sou aquela mulher que fez a escalada da montanha da vida, removendo pedras e plantando flores.

Profissional que contribuiu com a coluna (grata pelo carinho de sempre):

Iolanda Queiroz -
Terapeuta Florais – (81) 99978.3796

Milhões de beijos iluminados,


Mariomar Teixeira
- Numeróloga & Consultora: de Feng Shui, de 4 Pilares e de Zi Wei Dou Shu. Contatos: (81) 99807.4568 - Tim e WhatsApp / (81) 99100.9617 (Claro) – E-mail: [email protected] Instagram: @mariomar_teixeira

Perfil

Mariomar Teixeira é formada em Secretariado na UFPE com mestrado em Extensão Rural e Desenvolvimento Local na UFRPE. Filha, esposa e mãe. Ama ler, estudar, tricotar e cozinhar. Dedica-se aos estudos de metafísica desde 1980, principalmente Numerologia. Em 1993, além de assumir um concurso público federal, também o trabalho como numeróloga é reconhecido. Colunista da Folha de Pernambuco de 1998 a 2005, coluna Numerologia. No mesmo período foi colunista da Revista Club com as colunas: Holística e Lançamento de livros. Professora e Consultora de Feng Shui desde 1997.

* A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas.

Veja também

Avoada promove live neste domingo (13)
Música

Avoada promove live neste domingo (13)

Marrone diz que Bruno bebe demais e que precisa ter paciência para dupla não acabar
Música

Marrone diz que Bruno bebe demais e que precisa ter paciência para dupla não acabar