Cultura+

França anuncia homenagem a Charles Aznavour

Presidente da França, Emmanuel Macron, pronunciará um discurso em memória a Charles Aznavour na sexta-feira (5). Cantor, que deixou sua marca em canções 'La Bohème' e 'She', como morreu na segunda-feira (1º).

Charles Aznavour, cantor Charles Aznavour, cantor  - Foto: Fabrice Coffrini/AFP

Fãs do mundo todo lamentaram nesta terça-feira (2) a morte de Charles Aznavour, embaixador da canção francesa que receberá uma homenagem nacional na sexta-feira (5) em Paris. Nos Inválidos, um complexo arquitetônico em Paris onde se encontra o túmulo de Napoleão, será realizada uma homenagem ao cantor de origem armênia, que morreu na segunda-feira (1º) aos 94 anos, informou o palácio presidencial, acrescentando que o presidente Emmanuel Macron pronunciará um discurso.

Aznavour faleceu em sua banheira por "causas naturais" após uma "falha cardiorrespiratória", segundo a autópsia. Na segunda-feira à noite, a Torre Eiffel brilhou com um tom de dourado para homenagear Aznavour, e algumas de suas mais belas canções, como "La Bohème" e "La Mamma", foram ouvidas na ponte d'Iéna. A prefeita de Paris, Anna Hidalgo, que organizou o tributo, anunciou que vai propor a mudança do nome de uma rua da capital francesa para homenagear o artista.

Leia também:

Morre o cantor Charles Aznavour aos 94 anos
Torre Eiffel brilha em homenagem a Charles Aznavour
Ouvindo e Fazendo Música divulga programação para o mês de outubro

Um dia depois de sua morte, homenagens emotivas continuavam chegando do mundo todo. Nos Estados Unidos, onde Aznavour era conhecido como o Frank Sinatra francês, Liza Minelli saudou a memória de um "mentor", enquanto Lenny Kravitz se despediu de um "cavalheiro" da música. No Twitter, Elton John se disse "honrado" de ter cantado junto com o francês uma versão em inglês da canção "Hier encore" ("Yesterday when I was young").

Em Los Angeles, fãs se reuniram em sua estrela na Calçada da Fama de Hollywood, sobre a qual colocaram flores e velas. O primeiro-ministro armênio, Nikol Pachinian, que prestou homenagem a "um filho excepcional do povo armênio", prevê organizar "um dia de luto nacional" no dia de seu funeral, que acontecerá provavelmente na França, talvez na localidade de Monfort-l'Amaury (ao sul de Paris), onde seus pais e seu filho Patrick estão enterrados.

Shows

Aznavour, que vendeu mais de 180 milhões de discos em oito décadas de carreira, morreu em Alpilles, sudeste da França, na madrugada de segunda-feira (1º). Ele acabara de retornar de uma turnê pelo Japão, depois de ter sido obrigado a cancelar vários shows durante o verão (hemisfério norte) por uma fratura no braço, provocada por uma queda. O cantor tinha um show programado para 26 de outubro em Bruxelas.

Veja também

Advogados de Johnny Depp encerram interrogatório de Amber Heard
Julgamento

Advogados de Johnny Depp encerram interrogatório de Amber Heard

Documentário "Céu de Lua, Chão de Estrelas" estreia com sessão no Cinema do Museu
Lançamento

"Céu de Lua, Chão de Estrelas" estreia no Cinema do Museu