A-A+

Fred Jordão faz inventário sentimental sobre o Recife em livro de fotografias

Fotógrafo Fred Jordão lança livro nesta terça (07), no bar Central, em que mostra através de imagens os contrastes, riquezas e misérias da capital pernambucana

Livro de Fred Jordão com fotos sobre o Recife será lançado no Bar CentralLivro de Fred Jordão com fotos sobre o Recife será lançado no Bar Central - Foto: Fred Jordão/Divulgação

Um Recife de verdade, sem maquiagem de filtros, com seus contrastes, riquezas e misérias. Uma cidade que vem se transformando, demolindo histórias, destruindo identidades. É essa mudança que o fotógrafo Fred Jordão documentou ao longo de três décadas. O resultado está no livro "Recife", que Fred lança nesta terça-feira (7), a partir das 18h, no Bar Central, no centro da cidade.

"A ideia do livro começou a ser formatada há cerca de cinco anos, após o lançamento de meu livro 'Sertão Verde'. A princípio, ia reunir uma série de ensaios, como se fosse um balanço dessa documentação. Aí, vimos que existia um claro processo de transformação pela qual a cidade vinha passando, e que era mostrado nesse conjunto de imagens", explica o fotógrafo, que se refere ao livro como sendo um "inventário sentimental".

Fred Jordão tinha acabado de mergulhar nas obras de Alcir Lacerda e Lula Cardoso Ayres - que se debruçaram, em suas fotografias, sobre um Recife que já é muitíssimo diferente do atual. "É uma cidade que já não existe mais, e não estou falando nem de um Alexandre Berzin", comenta Fred, referindo ao fotógrafo letão que registrou o Recife no início do século 20.

Nas 175 fotos que compõem "Recife", as lentes de Fred Jordão capturaram um processo de modernização e ao mesmo tempo, de decadência, em uma nova cidade composta pelos paredões de arranha-céus de vidros espelhados que sombreiam a praia de Boa Viagem e cuja riqueza arquitetônica vem sendo gradativamente posta abaixo. "É uma questão de re-conhecer essa nova cidade. Quem a habita, quais seus referenciais, quem são esse Recife e esses recifenses", resume o fotógrafo.

Leia também:
Academia Pernambucana de Letras celebra os 80 anos do livro Assucar
Folha de Pernambuco é vencedora na categoria fotografia no 25º Prêmio CNH Industrial
Cícero Belmar relança 'Rosselini amou a pensão de Dona Bombom'

Os equipamentos utilizados no processo são variados, de câmeras sofisticadas a imagens capturadas pelo celular, com a única preocupação de não perder o momento da foto. Para ele, as cidades estão todas ficando muito parecidas e sem graça. "Esses prédios de espelho estão em qualquer lugar, em Nova Iorque, em Bangkok ou em qualquer cidade do Terceiro Mundo. A modernização padronizou tudo", critica ele, enquanto elogia a rua da Aurora e seu casario antigo. "É muito mais bonita que Boa Viagem".

O local escolhido para o lançamento também tem a ver com essa narrativa e essa visão sobre o espaço urbano. "O Central é o último reduto da boemia no centro da cidade, já que lugares icônicos como o Bar Savoy já não existem mais", aponta. Fred Jordão quis dessacralizar esse momento de se estar lançando um livro. "O bar é um lugar de conversa, de discussão, de comunhão entre as pessoas, de festa", enumera. Quem comparecer ao evento e adquirir um livro, vai ganhar de brinde um pôster com uma das fotos da obra.

Serviço
Lançamento do livro "Recife", de Fred Jordão (Editora Cepe, 186 págs, R$ 90)

Onde: Bar Central (rua Mamede Simões, 144, Santo Amaro)
Quando: Nesta terça-feira (7), a partir das 18h

Veja também

Nego do Borel é acusado de assediar modelo em A Fazenda, e defesa cita 'tribunal da internet'
A Fazenda 13

Nego do Borel é acusado de assediar modelo em A Fazenda, e defesa cita 'tribunal da internet'

Primeira festa em A Fazenda 13 tem beijo, briga e Nego do Borel banguelo
A Fazenda 13

Primeira festa em A Fazenda 13 tem beijo, briga e Nego do Borel banguelo