Funkeira Kaya Conky se apresenta no Recife

A drag queen Kaya Conky realiza apresentação neste sábado (12) na festa Carola. Kaya também comenta sobre seu trabalho e o atual cenário das drags queens no Nordeste do Brasil

Kaya Conky, drag queen e funkeira Kaya Conky, drag queen e funkeira  - Foto: Divulgação

Um nome a se prestar atenção ao se somar ao conjunto de drags queens que estão tomando conta do cenário musical brasileiro, a potiguar Kaya Conky investe pesado na sonoridade do funk. Dona de hits como "E Aí Bebê" e "Bumbum Tremendo", Kaya se apresenta neste sábado (12) na festa Carola, uma festa em sistema open bar que nesta edição destaca a cultura drag. Como integrante de uma primeira safra de drag queens cantoras no Brasil, Kaya Conky comenta o alcance de suas músicas e a representatividade que carrega em seu trabalho.

Leia também:
Drag queens buscam versatilidade para permanecer atuantes


Como você avalia a diferença de cenários entre a época que você começou a se montar e agora que você e outras drags estão se consolidando no cenário musical brasileiro?

Quando eu comecei a me montar, há uns quatro anos, a cena drag era completamente diferente. Mesmo dentro da comunidade LGBT, a arte drag não era tão difundida assim. Então, meio que cada uma - drags espalhadas no Nordeste inteiro - começou a realizar uma mudança em seu ambiente de convívio. E agora é uma vitória, tanto para nós quanto para os LGBTs, que tenhamos mais espaço e uma voz mais forte nos meios de comunicação.

O Nordeste sempre foi um forte celeiro de drags, mas nos últimos anos com a Pabllo e você, as nordestinas têm ganhado ainda mais força na mídia. Como você avalia a arte das drags aqui na região? Acha que o mercado ainda é capaz de absorver esses novos talentos que vêm surgindo?

Aqui, a gente consegue ter uma cena drag com referências bem nossas, e acho ótimo que esses artistas desenvolvam um trabalho bem autoral repleto de elementos nordestinos. E, sim, acredito que o mercado absorva esses novos nomes, principalmente quando eles passam para uma atmosfera maior, de amplitude nacional.

Como você enxerga seu trabalho ajudando a combater preconceitos na sociedade brasileira?

Representatividade é algo crucial nesse processo de desconstrução. Ao lembrar da minha infância e adolescência, percebo que o que faltava era uma pessoa que indicasse um caminho diferente, uma rota alternativa. Um LGBT que hoje possui um destaque maior acaba servindo de referências para aqueles ainda precisam de uma palavra de apoio e conforto. É assim que enxergo o meu trabalho e de outras drags.



Você sempre coloca outras drags para participar de seus vídeos e levanta a bandeira dessa arte junto com elas. Que dica você daria para esses meninos que ainda não têm coragem de seguir essa carreira?

Eu sempre falo como é importante trabalhar com aquilo que você gosta. Se é esse caminho que você quer trilhar, não tem porque não investir. Lógico que existe a possibilidade de enfrentar dificuldades neste mercado, que ainda é incerto. Mas, uma hora, tenho certeza que dá certo.

Seu primeiro hit nacional acabou sendo um funk, mesmo você morando em Natal e sendo de Ceará (berços do forró, ao lado de Pernambuco). Por quê escolheu este ritmo?

Mesmo essas capitais sendo conhecidas pelo gênero do forró, o funk bem disseminado no País inteiro. Funk e pop eram o que eu mais curtia na balada quando comecei a sair, então quando comecei a pensar em trabalhar com música foi o primeiro gênero que pensei em cantar e dançar.

Veremos algum novo single/clipe da Kaya muito em breve?

Sim, com certeza. Já estamos trabalhando no clipe da música nova que fará parte do EP, que ainda não tem previsão de lançamento.

   Carola

Nesta edição da festa, as drags queens terão ainda mais espaço. Além de Kaya Conky, seis artistas pernambucanas serão destaque na noite. Byanka Nicoli será responsável pela apresentação do evento, mas também fará duas performances ao longo da balada. No comando das picapes, quatro drags DJs já estão confirmadas: Envy Hoax, Zizara, Vanda e Mahalla Kashman. A novidade é que uma queen novata também terá oportunidade de mostrar seu trabalho.

Depois de um concurso que será lançado nas redes sociais, os produtores do evento anunciarão uma nova drag DJ para ingressar na equipe da Carola e se apresentar pela primeira vez neste sábado (12 de maio). Ingressos já estão à venda no site Sympla e nas lojas da Delikata Doces e Salgados (Bairro Novo, Casa Forte e Boa Viagem), a partir de R$ 75. Informações: (81) 99102-5777 e (81) 98298-4268.

 

Veja também

Henrique Albino lança 'Música Tronxa', seu primeiro álbum
Música instrumental

Henrique Albino lança 'Música Tronxa', seu primeiro álbum

'Dentro da minha pele' aborda o racismo cotidiano no Brasil
Documentário

'Dentro da minha pele' aborda o racismo cotidiano no Brasil