Streaming

Gabriel Leone dribla o posto de galã tradicional ao protagonizar a minissérie “Dom”

Produção brasileira estreia no streaming da Amazon nesta sexta

Gabriel Leone, o Pedro Dom da minisséries DomGabriel Leone, o Pedro Dom da minisséries Dom - Foto: Divulgação

Para um jovem ator em ascensão, o preço de se ter autonomia artística é alto, mas em alguns casos pode valer a pena. Caso de Gabriel Leone. Em 2019, ele já figurava como um dos principais galãs jovens do casting da Globo quando decidiu jogar tudo para o ar. Disputado por diversas produções, suas aspirações como intérprete entraram em conflito com o que a Globo reservava para ele no momento. Por isso, às vésperas da renegociação de contrato, ator e empresa encerraram o vínculo. Solto no mercado, a folga nem durou muito. A partir de um convite do cineasta Breno Silveira, Leone acabou como protagonista de “Dom”, minissérie de oito episódios e uma das grandes apostas originais da Amazon Prime Video no Brasil. “É muito emocionante lançar esse projeto. Ele surgiu em um momento onde não sabia bem o que iria acontecer e acabou que se revelou como o personagem perfeito para um momento onde eu queria fazer coisas diferentes do que vinha fazendo”, avali

 Gravada ao longo quatro meses, durante o segundo semestre de 2019, a pandemia de coronavírus acabou por atrapalhar a pós-produção e o lançamento pela plataforma. Leone garante que as lembranças do set seguem bem vivas em suas memórias. A principal delas foi o esquema cronológico de captar as cenas imposto por Silveira. Tática que proporcionou ao elenco passar por todas as emoções de forma cadenciada e coerente com os momentos do roteiro. “Por questões de logística e produção, é muito raro que as gravações sejam dessa forma. Mas é uma característica do diretor e eu achei muito incrível participar de um processo que segue a trama de forma crescente. Pude ir me envolvendo com cada fase do personagem de um jeito muito profundo”, garante.

  Ambientada no Rio de Janeiro e baseada em fatos reais, “Dom” conta a história de Pedro Machado Lomba Neto, mais conhecido pela alcunha de Pedro Dom, jovem de classe média que se tornou usuário de drogas bem cedo e acabou virando o líder de uma quadrilha dedicada a assaltar edifícios de luxo. “É uma história que já tem ‘spoiler’ por si só. Basta entrar no Google para saber tudo o que aconteceu com o Pedro Dom. Porém, o mais importante é como essa tragédia está sendo contada. É uma trama pesada e complexa, que levou todo o elenco a um processo de imersão muito grande. Tivemos a oportunidade de gravar nas locações. Isso elevou muito o nível de realidade das cenas”, destaca o ator, que divide sequências com um elenco formado por nomes como Flávio Tolezani, Raquel Villar, Isabella Santoni e Julia Konrad, entre outros.

    Em um trabalho recheado de mudanças, o visual de Leone não ficou de fora. Para interpretar o bandido, ele tingiu os cabelos de louro e adotou uma lente de contato azul. Após tantas horas de trabalho, em vez de ficar aliviado por deixar a caracterização de lado, Leone confessa que se sentia estranho ao encarar o espelho e ver seus olhos pretos originais. “Ficava de lente umas 12 horas por dia. Quando eu tirava, as pessoas estranhavam e eu também. Acho que combinou comigo. Além disso, a entrega física e psicológica para o papel ajudou nesta sensação”, detalha.

   Natural do Rio de Janeiro, Leone começou a atuar ainda na adolescência em peças infantis e musicais. Aos 20 anos, teve sua primeira grande oportunidade na Globo ao viver o vilão da temporada 2013 de “Malhação”. A partir daí, charmoso e com cara de bom moço, caiu no gosto da direção da Globo, onde se encaixou no posto de galã jovem de tramas como “Verdades Secretas”, “Os Dias Eram Assim” e “Onde Nascem Os Fortes”.

  Apesar de não ter renovado seu vínculo com a emissora em 2019, o ator já está novamente envolvido com a Globo, mas agora por obra. Ele aguarda o retorno das gravações de “Um Lugar Ao Sol”, próxima novela das nove, que foi paralisada por conta da pandemia. Na trama de Lícia Manzo, ele é Felipe, jovem músico que se apaixona por uma mulher mais velha, a ex-modelo Rebecca, papel de Andréia Beltrão. “Não é a idade que define o amor. Estamos contando essa história de forma muito bacana. Sou fã da Andréia e a parceria está sendo incrível. Espero que a gente possa retomar esse trabalho logo”, torce.

Veja também

Arthur Aguiar faz propaganda de serviço de compra de seguidores, as chamadas "fazendas de cliques"
EX-BBB

Arthur Aguiar faz propaganda de serviço de compra de seguidores, as chamadas "fazendas de cliques"

Zé Cafofinho realiza show na Casa Estação da Luz, em Olinda
Música

Zé Cafofinho realiza show na Casa Estação da Luz, em Olinda