Galã de 'Bom Sucesso', Romulo Estrela diz que não teme rótulos

Em entrevista à Folha de Pernambuco, o ator maranhense afirmou que está feliz com o carinho do público e revelou planos para o futuro

Romulo Estrela vive o mulherengo Marcos em "Bom Sucesso"Romulo Estrela vive o mulherengo Marcos em "Bom Sucesso" - Foto: João Cotta/Globo/Divulgação

Natural de São Luís, no Maranhão, aos 35 anos, o ator Romulo Estrela vive ótima fase na carreira e na vida. Pela segunda vez consecutiva, é protagonista de uma trama da TV Globo. Desta vez, de "Bom Sucesso", novela das 19h que estreou no dia 29 de julho. Em entrevista à Folha de Pernambuco, o artista contou da experiência e foi categórico ao falar que não tem medo de rótulos, principalmente quando se refere ao status de galã da emissora. Também entrou no papo a atuação na 2ª temporada da série "Ilha de Ferro", da Globoplay, e o que espera do futuro.

Como você descreve Marcos, seu personagem em “Bom Sucesso”?

Marcos é bem humorado, gosta de viver intensamente um dia depois do outro sem se cobrar tanto, leal aos seus quereres e ideias, é um cara solar. Ele é apaixonado pela literatura, um amor que passou de pai pra filho. No fim, suas referências literárias acabaram formando o seu caráter. Ele acredita no agora e na completa liberdade de se fazer o que tem desejo.

Leia também:
Totia Meireles afirma que novelas brasileiras estão com os 'dias contados'
Novela portuguesa 'Ouro Verde' é nova aposta da Band


Há alguma coisa na história ou na personalidade desse personagem com a qual você se identifique?

Acho que temos coisas em comum como a alegria de viver, o bom humor e a obstinação.

O que você faria se, assim como o pai do seu personagem, descobrisse que tem apenas seis meses de vida?

Aproveitaria intensamente o tempo restante ao lado da minha família.

Que mensagem você acredita que a novela pode transmitir ao público?

“Bom Sucesso” é uma novela dona de um texto rico quando o assunto são as diferenças sociais e os problemas existentes na nossa sociedade. Mas ela abre uma janela para discutirmos melhor sobre de que forma “gastamos” o nosso tempo e permite também um diálogo sobre a morte, coisa que temos certeza que vai acontecer, mas temos medo ou algum receio de falar sobre.

Marcos é um dos herdeiros de uma editora. Como é a sua relação com os livros e a literatura?


A leitura faz parte da minha vida. Acredito que a literatura é imprescindível para o nosso desenvolvimento intelectual e social. Reavaliei isso depois que meu filho nasceu.

É o seu segundo protagonista seguido em uma novela das 19h. Como você avalia o atual momento da carreira?

É um momento maravilhoso e que requer muita produtividade. Estou trabalhando muito em cima de todas as oportunidades que venho recebendo, e tenho me sentido grato por tudo.

O que você pensa ao ser apontado como galã? Sente medo de ser rotulado?

Não, não tenho medo dos rótulos. Fico feliz e muito agradecido com esse carinho todo que recebo.

Você também está na nova temporada de “Ilha de Ferro”. Acompanhou a primeira temporada? O que achou?

Sim, tive a oportunidade de conhecer a série antes dela ser lançada pro público, acho um trabalho primoroso e a segunda temporada da continuidade a isso. Vai ser demais!

Encarar um trabalho como o de “Ilha de Ferro”, feito pensando no streaming, representa que tipo de desafio para você?

É sem duvida nenhuma uma nova frente de trabalho que me deixou bastante animado. A diferença é o público e as outras produções que disputam esse espaço. Acho que a Globo está muito atenta a isso e as próximas produções serão ainda mais incríveis. Ainda quero fazer muita coisa nesse segmento.

Para além da série e da novela, quais são seus próximos passos? Há algo que você queira fazer fora da TV?

A ideia é voltar pro teatro, mas por enquanto, vamos focar em “Bom Sucesso”.

Veja também

Cate Blanchett vive líder antifeminista em "Mrs. America"
Drama histórico

Cate Blanchett vive líder antifeminista em "Mrs. America"

'What We Do In The Shadow' une o melhor das séries clássicas de comédia
Uma Série de Coisas

'What We Do In The Shadow' une o melhor das séries clássicas de comédia