A-A+

Gilberto Gil reverencia os seus em "OK OK OK"

A turnê do álbum, feito em 2018, chega ao Teatro Guararapes neste sábado (8), para única apresentação às 21h

Gil volta renovado ao Recife Gil volta renovado ao Recife  - Foto: Divulgação

 

Gilberto Gil é exemplo do ditado que versa sobre o dia ensolarado pós-tempestade. Hoje, aos quase 77, que ele completa no dia 26 de junho, está não só mais maduro, mas mais doce e ponderado. O baiano ressignifica o seu papel na música com um banho de vitalidade e o impulso que lhe cabe em "OK OK OK", show que será apresentado pela primeira vez em Pernambuco, no Teatro Guararapes, neste sábado (8), às 21h.
O processo intenso de criação marca este disco mais recente. "O repertório surgiu de um impulso muito raro na minha vida. Uma volúpia de manifestação existencial muito forte", revelou o músico, em conversa ao telefone com esta jornalista. Os problemas de saúde que tanto lhe marcaram terminaram por propor uma relação ainda mais estreita com família e amigos e uma fome de música: as 17 faixas do álbum foram compostas em um mês. "Teve ocasião em que compus quatro em três dias", lembra.
Gil explora a realidade com versos delicados. E usa as palavras com carinho, como quem tem mesmo o peito cheio de amor pela vida, pela família, que se renova em felicidade com os que chegam. O baiano faz uma ode às relações humanas e aos fatos cotidianos, típico de quem enfrentou as adversidades e as superou. Também como quem olha para o passado sem arrependimentos. "As negligências foram didáticas, pedagógicas", sentencia.
A família Gil completa, a responsável pela inspiração para o álbum

A família Gil completa, a responsável pela inspiração para o álbum - Crédito: Reprodução Instagram

Intergeracional
É indiscutível o fato de que a geração de 1970 circula bem entre os jovens de hoje. Com Gil não é diferente. O músico é inspiração para uma geração, o que só é possível, segundo ele, porque "Os pais desses jovens apresentaram a nossa música a eles. Ensinaram, induziram". Ao passo que enxerga e absorve esta admiração, também lida bem com a discordância. "Nós temos hoje no Brasil uma manifestação de jovens que não se integram a esse conjunto de ideias", comenta, referindo-se ao que diz respeito ao apreço pelo social, pregado por ele e seus contemporâneos.
Ao passo que é admirado, também aprende com os novos. Seja com os de fora ou com aqueles da família, uma vez que a família Gil é mesmo muito musical, o que Gilberto identifica como normal. "Minha família -filhos, netos- cresceu rodeada de música, com Gal, Caetano, Bethânia, Milton Nascimento", reflete, pondo a culpa do talento nas inspirações.
Não é dos mais afincos quando se fala na descoberta de novas vozes, mas admite a importância da reciclagem. Na conversa, ressaltou as mulheres do sertanejo e os tantos e as tantas artistas com quem divide os bastidores em festivais no Brasil e no mundo.
Recife querido 

Gil não poupa elogios à Capital pernambucana. "Recife é uma das cidades que eu mais aprecio no Brasil. Cortada por rios. Recife apresenta uma convergência muito grande entre artes, literatura, artes plásticas. É uma cidade muito culta", comenta. E lembra de quando voltou do exílio: "Fiz questão de fazer o meu primeiro show no Recife".

Polarização
Sobre a situação do Brasil, Gil prefere ponderar. "Esse momento pode ter um sabor amargo de anacronismos, mas também pode ser um presente. Precisamos estabelecer o que é tolerável e absorvível. Temos que desprezar de um lado, e prezar por outro", revela, admitindo e respeitando a complexidade deste momento.
Serviço
Show de Gilberto Gil, "OK OK OK"
Quando: sábado (8), às 21h
Onde: Teatro Guararapes (av. Prof. Andrade Bezerra, S/N - Salgadinho, Olinda)
Ingressos: de R$60 a R$180, à venda na bilheteria do teatro e online através do site Bilheteria Virtual.

 

 

ESCUTE O ÁLBUM CLICANDO AQUI. 

 

Veja também

Alanis Guillen deixa os pelos crescerem para viver Juma em 'Pantanal'
Televisão

Alanis Guillen deixa os pelos crescerem para viver Juma em 'Pantanal'

Pabllo Vittar anuncia capa e estreia de clipe de 'Bang Bang'
Música

Pabllo Vittar anuncia capa e estreia de clipe de 'Bang Bang'