Audiovisual

Globo Filmes apresenta ações de fomento à diversidade no audiovisual

Os processos contemplam projetos infanto-juvenil, qualificação de profissionais negros e laboratório de desenvolvimento de projetos audiovisuais

Adélia Sampaio, primeira cineasta negra a dirigir um longa nacionalAdélia Sampaio, primeira cineasta negra a dirigir um longa nacional - Foto: Adelia Sampaio/Divulgação

Em busca de fomentar a diversidade nas produções, a Globo Filmes anunciou três novas ações para realizadores do audiovisual. Os processos contemplam projetos infanto-juvenil, qualificação de profissionais negros e laboratório de desenvolvimento de projetos audiovisuais. O primeiro deles é o Lab Nicho 24, que vai selecionar criadores e criadoras negras do Brasil em estágio inicial de desenvolvimento. O prêmio selecionará 12 projetos, filmes ou séries, que sejam de ficção ou documentários, onde receberão mentoras e masterclasses.

Um incentivo de R$ 50 mil será concedido a um dos projetos em desenvolvimento, com seis outras gratificações estimuladas por outros parceiros. O anúncio ocorrerá no dia 30 de outubro, tendo o laboratório realizado entre 9 e 15 de novembro deste ano.

Já em parceria com ao Gloob, canal do grupo, a distribuidora fará uma parceria para contemplar criadores que explorem a diversidade e representatividade negra nas produções infantojuvenis. Os candidatos com direito autoral registrado devem encaminhar os roteiros para o e-mail [email protected] até o próximo dia 20 de novembro. O material será avaliado por leitores de roteiro do Gloob e da Globo Filmes, além do acompanhamento de um consultor artístico durante o processo.

Entre os dias 5 e 27 de novembro, a produtora também participa do BrLab, laboratório de desenvolvimento de projetos audiovisuais no Brasil, que recebe filmes de toda América Latina e Península Ibérica. O Prêmio de Desenvolvimento Globo Filmes contemplará com R$ 110 mil seis projetos brasileiros que participarão da mostra.

Veja também

Espetáculo 'Se eu não vejo' estreia temporada com sessões via WhatsApp
Teatro online

Espetáculo 'Se eu não vejo' estreia temporada com sessões via WhatsApp

JUNTAS solicitam virtualização de inscrições dos editais de Cultura em Pernambuco
Projeto de Lei

JUNTAS solicitam virtualização de inscrições dos editais de Cultura em Pernambuco