Grupo Afoxé Oxum Pandá faz apresentação no Teatro Arraial

Afoxé Oxum Pandá traz um espetáculo de música e dança louvando as Grandes Mulheres do Panteão Africano em 'Negras Evocações', que terá sessão única nesta terça-feira (11), no Teatro Arraial Ariano Suassuna

Grupo de cultura popular Afoxé Oxum PandáGrupo de cultura popular Afoxé Oxum Pandá - Foto: Alice Souza/Divulgação

O grupo de cultura popular Afoxé Oxum Pandá fecha o ano com um show intimista e de caráter mais artístico nesta terça-feira (11), no Teatro Arraial Ariano Suassuna, às 20h, trazendo em "Negras Evocações", um espetáculo de música e dança louvando as Grandes Mulheres do Panteão Africano. O grupo mostra apenas quatro músicas do CD "Deusa da Beleza", de janeiro deste ano, e aproveita a ocasião para lançar musicas inéditas, que trazem os significados dos meses de novembro e dezembro para a cultura do candomblé.

"O nome 'Negras Evocações' vem louvar o mês da Consciência Negra, que é novembro, e o significado do mês de dezembro para as Casas de Candomblé Nagô no Estado, a Grande Festa das Yagbás, que é a festa das quatro orixás (Nanã, Iemanjá, Oyá e Oxum), dentro dos ritmos do candomblé", enfatiza Jorge Féo, produtor do evento.

A apresentação conta com as participações de Mãe Maria Helena Sampaio e o seu Afoxé Oyá Tokolè Owo (Balé Nagô A'jô), e também do músico Cláudio Negrão, que toca violão de 7 cordas. Cantando a beleza negra, a riqueza da herança afrobrasileira e dando continuidade ao amor e reconhecimento da história de luta e resistência dos antepassados, o Afoxé Oxum Pandá faz uma junção de sons e significados.

Leia também:
Caetano Veloso lança clipe de ‘Um Canto de Afoxé para o Bloco do Ilê’, junto aos filhos
Livro com obra de Derlon traz olhar profundo sobre a cultura popular
Livro se debruça sobre a atuação do Teatro de Cultura Popular em Pernambuco


"Agrupamos com esta causa estética, ética e política, para através de cânticos, canções e textos, levar um espetáculo de amor e fé num culto feminino da força e representatividade dos orixás da festa das yagbás", diz Jorge Féo.

O show tem o apoio cultural do Museu de Artes Afro Brasil Rolando Toro e Solar da Marquesa, com o incentivo da Fundarpe, Secretaria de Cultura e Governo do Estado de Pernambuco. A entrada é gratuita e os ingressos são distribuídos a partir das 18h na bilheteria do Teatro, que tem capacidade para 94 pessoas.

   Discografia

O disco chamada “Não há silêncio” abriu os caminhos do Oxum Pandá para o cenário musical, inserindo o afoxé em diversas apresentações por várias cidades de Pernambuco, inclusive chegando a outros estados, como à cidade de São Paulo.

Já seu segundo trabalho, intitulado “Brilho do Sol”, traz diversas músicas autorais com arranjos de Jorge Riba, sambista consagrado pelo trabalho em que resgata o samba de raiz, e a voz de Maria Helena Sampaio, fundadora Oyá Tokolê Afoxé Owo e respeitada yalorixá do Recife, referência no meio musical e religioso da cidade da Capital pernambucana.

Serviço:
Show "Negras Evocações", do Afoxé Oxum Pandá
Teatro Arraial Ariano Suassuna (rua da Aurora, 457 - Boa Vista)
Nesta terça-feira (11), às 20h
Gratuito, com ingressos a partir das 18h na bilheteria. Teatro tem 94 lugares.

Veja também

Entenda o que é a Lei Paulo Gustavo e por que não trava orçamento de Mario Frias
Paulo Gustavo

Entenda o que é a Lei Paulo Gustavo e por que não trava orçamento de Mario Frias

'Colônia', nova série do Canal Brasil, retrata história real de hospício mineiro
Drama

'Colônia', nova série do Canal Brasil, retrata história real de hospício mineiro