Harvey Weinstein é acusado novamente por mais crimes sexuais

Duas novas acusações têm potencial de condená-lo a prisão perpétua. Weinstein teria feito sexo oral forçado na vítima.

Ex-produto Harvey Weinstein responde seis acusações de crimes sexuaisEx-produto Harvey Weinstein responde seis acusações de crimes sexuais - Foto: Steven Hirsch / AFP

O ex-produtor cinematográfico Harvey Weinstein, que já responde por três acusações de crimes sexuais, acaba de ser acusado por outras três. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (2), segundo a revista Variety.

Duas dessas novas acusações têm potencial de condená-lo a prisão perpétua. Segundo a promotoria de Justiça de Manhattan, as novas imputações se referem a crimes supostamente cometidos contra uma terceira mulher, em 2006.

Weinstein teria feito sexo oral forçado na vítima. Ele também responderá por dois atos de ataque de predação sexual, crime previsto no Código Penal de Nova York que é imputado quando o réu comete seguidos crimes sexuais. A pena pode ir de 10 anos a prisão perpétua.

Leia também:
Produtor Harvey Weinstein se declara inocente de estupro
Uma Thurman acusa Harvey Weinstein de assédio
Woody Allen diz que escândalo sexual envolvendo Harvey Weinstein é 'triste'

O ex-produtor está em liberdade após ter pagado US$ 1 milhão de fiança referente às acusações pregressas. Ainda não há data de julgamento. Ele afirma que não cometeu os crimes dos quais é acusado.

Em movimento crescente, atrizes e profissionais do audiovisual passaram a tratar publicamente do caso. Movimentos feministas como o MeToo e o Time's Up ganharam espaço em premiações e festivais, incluindo o último Festival de Cannes, evento em que Weinstein tinha imensa inserção e onde alguns episódios relatados pelas vítimas teriam ocorrido.

Na esteira das denúncias contra Weinstein, outros nomes de poderosos vieram à tona -entre eles o do comediante Louis C.K. e, nesta quinta-feira (24), o do ator Morgan Freeman.

Veja também

Morre o ator e diretor de teatro Carlos Reis, conhecido por interpretar Jesus na Paixão de Cristo
Luto

Morre o ator e diretor de teatro Carlos Reis, conhecido por interpretar Jesus na Paixão de Cristo

'Luca', da Pixar, é visto como uma alegoria gay ao mostrar amizade de dois adolescentes
Animação

'Luca', da Pixar, é visto como uma alegoria gay ao mostrar amizade de dois adolescentes