Homem causa apreensão em sessão de 'Coringa' no Recife

Segundo relatos das pessoas presentes, um homem estaria ingerindo bebidas alcoólicas e gritando durante a sessão que aconteceu na última quarta-feira (2)

Coringa, interpretado por Joaquin PhoenixCoringa, interpretado por Joaquin Phoenix - Foto: Divulgação

Uma sessão de pré-estreia do filme Coringa foi marcada pela tensão no cinema do Shopping Plaza, na Zona Norte do Recife. Segundo relatos das pessoas presentes, um homem estaria ingerindo bebidas alcoólicas e gritando durante a sessão que aconteceu na última quarta-feira (2). As atitudes do homem causaram pânico em algumas pessoas que estavam na sala, algumas delas chegaram a deixar a sessão.

De acordo com relatos, o homem, que estava tomando uísque, passou a “torcer” pelo vilão nos momentos mais tensos do filme, gritando e incentivando as pessoas a deixarem a sessão. Houve ainda a suspeita de que o homem estivesse armado.

O jornalista Antônio Lira estava presente na sessão e conta que percebeu a movimentação estranha no momento em que as pessoas começaram a sair da sala. Segundo ele, o homem gesticulava muito e falava em um tom elevado com as pessoas que, motivadas pela tensão gerada pelo filme e pelas atitudes atípicas do espectador, deixavam a sala. "Começou a rolar um 'telefone sem fio' e as pessoas passaram a informação de que o homem estava agindo de forma estranha", disse Antônio. 

Leia também:
Crítica: 'Coringa' mostra como a sociedade cria psicopatas
Keanu Reeves é cotado pelos estúdios Marvel e DC para interpretar próximo herói no cinema

Segundo a assessoria do Shopping, o homem imitava os trejeitos do personagem se mostrou exaltado ao longo da exibição do filme e chegou a ser abordado por seguranças, mas continuou na sessão até o final. Em nota, o Shopping afirmou que o homem não estava armado e, após a abordagem, foi orientado a permanecer em silêncio. A sessão não foi interrompida, mas as pessoas que deixaram a sessão puderam revalidar o ingresso e assistir o filme em um novo horário.

Veja também

'Fui um homem tóxico, mas jamais tive relação que não foi consensual', diz Marcius Melhem
MARCIUS MELHEM

'Fui um homem tóxico, mas jamais tive relação que não foi consensual', diz Marcius Melhem

'A Morte Habita à Noite', filme pernambucano, abre o 30º Cine Ceará
Cinema

'A Morte Habita à Noite', filme pernambucano, abre o Cine Ceará