Homenagens marcam o final de “Velho Chico”

Último capítulo vai ao ar hoje e deve render tributos aos atores Domingos Montagner e Umberto Magnani

O Poderoso ChefinhoO Poderoso Chefinho - Foto: Divulgação

 

SÃO PAULO (Folhapress) - A novela “Velho Chico” (Globo) chega hoje ao fim. A trama das nove enfrentou altos e baixos ao longo de sua trajetória e termina prometendo muita emoção, mas poucas surpresas em sua história. A morte de dois atores - Domingos Montagner e Umberto Magnani - deve ser lembrada no desfecho, que reserva redenções, mortes, casamentos e, claro, homenagens.
Para terminar a novela sem Domingos Montagner, a direção colocou os atores contracenando com a câmera, como se o espectador observasse tudo pelo ponto de vista de Santo. E no último capítulo, Tereza (Camila Pitanga) vai se casar com o amor de sua vida e ajudará o filho, Miguel (Gabriel Leone), a cumprir a sua missão nas terras de Grotas.

Já casados e longe da aflição de serem irmãos, Olívia (Giullia Buscaio) e Miguel tiram seus sonhos do papel, com filhos e terras produtivas. “A minha torcida era para que a Olívia não sofresse. Imagine a dor dessa menina, com esse amor avassalador que não podia ser vivido”, afirma a atriz Giullia Buscaio, que viveu seu primeiro papel de destaque na televisão. “A Olívia seguirá comigo para o resto da vida. Fazer “Velho Chico” me modificou para sempre”, define a atriz.
Além de finais felizes, alguns personagens terão a sua redenção, como Luzia (Lucy Alves). Depois de ajudar Beatriz (Dira Paes) a se eleger prefeita, ela seguirá um novo caminho. “Luzia passou a vida inteira, de uma forma errônea, tentando estar perto da sogra e das filhas. Causou sofrimento a alguns e mentiu. Depois de um tempo, ela viu que havia forçado a barra. Eu acredito que o recomeço na vida dela só é possível se afastando um pouco daquele lugar e daquelas pessoas. Mas ela não perderá o amor da família por isso“, explica a atriz Lucy Alves.
Já o coronel Afrânio (Antonio Fagundes), que passou os últimos capítulos em conflito e cheio de arrependimentos com a morte do filho Martim (Lee Taylor), terá uma virada.

Com o desejo de ser um homem melhor, ele corre atrás de Iolanda (Cristiane Torloni) e denuncia os políticos corruptos da cidade, história que culminará na morte do vilão Carlos Eduardo (Marcelo Serrado).

 

Veja também

Paixão de Cristo de Nova Jerusalém não será realizada em 2020
Coronavírus

Paixão de Cristo de Nova Jerusalém não será realizada em 2020

Nathalia Dill diz que será mãe de uma menina e já revela o nome

Nathalia Dill diz que será mãe de uma menina e já revela o nome