Imprensa que vai: e o bloco cresceu...

Como é de praxe, o Imprensa que Vai foi ponto de encontro de muita gente bonita e de personalidades marcantes da sociedade pernambucana

O  belo estandarte do bloco que chegou a sua 13ª edição O belo estandarte do bloco que chegou a sua 13ª edição  - Foto: Alfeu Tavares e Felipe Ribeiro

"Tudo era apenas uma brincadeira e foi crescendo, crescendo..." Poderiam ser os versos da canção Sonhos (sic), de Peninha, mas, na noite da última quinta-feira, era pura realidade. O Bloco Imprensa que Vai, a agremiação carnavalesca da Folha de Pernambuco, originada de forma despretensiosa nas ruas do Bairro do Recife, em 2005, realizou sua 13ª prévia com pompas de megaprodução, no estacionamento do Porto Novo Recife, reunindo um público de cerca de 4,3 mil foliões.

Como é de praxe, o Imprensa que Vai foi ponto de encontro de muita gente bonita e de personalidades marcantes da sociedade pernambucana que sempre fazem questão de prestigiar esse momento de celebração, alegria e animação. Mesmo se tornando tão grandioso, contudo, o Imprensa que Vai mantém fielmente sua motivação e razão de existência: ser a principal confraternização entre os colaboradores e parceiros do Grupo EQM, motivo de orgulho de seu presidente e anfitrião da festa, Eduardo de Queiroz Monteiro, que preconiza: "Ano que vem esperamos ampliar muito mais".

Veja também

BBB 21: Pocah passa mal depois de beber e precisa de atendimento médico
BBB 21

BBB 21: Pocah passa mal depois de beber e precisa de atendimento médico

Indicados ao Oscar acreditam que Hollywood está em momento decisivo sobre a deficiência
Cinema

Indicados ao Oscar acreditam que Hollywood está em momento decisivo sobre a deficiência