Investida musical na nova trama das sete

Elenco jovem e explorando a força da trilha, Globo quer se aproximar do público juvenil com “Rock Story”

André Campos é presidente da PerpartAndré Campos é presidente da Perpart - Foto: Mandy Oliver/Folha de Pernambuco

 

As novelas das sete têm procurado se aproximar do público juvenil. Tramas mais leves e coloridas – como “Geração Brasil” e “Sangue Bom” –, apostando no humor, mas sem cair para o “pastelão”, são a prova disso. Impulsionada pelo sucesso da reprise da musical “Cheias de Charme” no “Vale a Pena Ver de Novo”, a Globo estreia, na próxima quarta, “Rock Story”.

A novela, primeira assinada por Maria Helena Nascimento, gira em torno da história de Gui Santiago, interpretado por Vladimir Brichta. Um consagrado astro do rock, ele vê sua carreira e vida pessoal desmoronarem após a chegada de Léo Régis, defendido por Rafael Vitti. O rival, novo nome da música romântica, rouba sua canção e ainda se envolve com sua mulher, Diana, de Alinne Moraes.

“A música é uma grande protagonista do folhetim. Acho que a estrutura dramatúrgica fica mais forte quando a história é contada dentro de um universo particular, nesse caso, dos bastidores de bandas e fama”, explica a autora, contando que se inspirou na biografia de um dos integrantes da banda “teen” inglesa One Direction. “A luta para se destacar, a fama, as fãs... Tudo isso tem muito potencial”, garante.

O excesso de nomes promissores da emissora, a maior parte vinda de “Malhação”, é mais uma prova do olhar jovem da novela. Além de Vladimir e Alline, Nathalia Dill, Herson Capri, Ana Beatriz Nogueira e Paulo Betti são os atores mais experientes da trama. Para Dennis Carvalho, responsável pela direção artística de “Rock Story”, trabalhar com um elenco tão jovem é uma novidade. “Gosto de lançar atores, de ver o crescimento e o amadurecimento de cada um”, celebra. Segundo ele, para juntar idades tão diferentes foi preciso criar uma unidade de preparação. Por isso, o preparador argentino Eduardo Milewicz foi requisitado. “O trabalho dele, em um primeiro momento, foi integrar todo mundo. E baixar a hierarquia. Aqui todo mundo aprende e ensina”, jura Paulo Betti, que interpreta Haroldo.

Outra parte importante do processo de composição dos atores foram as aulas de canto. Além disso, a pesquisa de produção musical começou no início do ano. “Sonha Comigo”, motivo inicial da rixa entre Léo Régis e Gui Santiago, foi composta especialmente para a novela, assim como dois outros “hits” que falam sobre a vida do cantor. “Dessa vez, buscamos canções que atendam às diversas tramas em momentos diferentes, de forma que não fiquem associadas a um único personagem”, revela Dennis.

 

Veja também

Ex de Dudu diz que teve caso com Gusttavo Lima quando era casado
famosos

Ex de Dudu diz que teve caso com Gusttavo Lima quando era casado

Programa do Ratinho volta a ter plateia de 30 pessoas testadas para Covid-19
televisão

Programa do Ratinho volta a ter plateia de 30 pessoas testadas para Covid-19