Itaú Cultural

Inscrições abertas para oficina de contação de histórias voltadas para identidade nordestina

Comandada por Jackson Cavalcante, atividade abordará técnicas para despertar o contador em cada participante

Oficina online de contação de história focada na identidade cultural nordestinaOficina online de contação de história focada na identidade cultural nordestina - Foto: Carlos Nunes

A produtora Traquinagem de Cabeça, de Paulo Afonso (BA), na última segunda-feira (25), abriu inscrições destinadas à região Nordeste para a oficina teatral on-line Histórias que andam, que acontece entre os dias 4 e 7 de fevereiro. 

Serão 12 horas de conhecimentos sobre técnicas e criação de contação de histórias, repassados de forma gratuita para os 60 participantes selecionados. O workshop é ministrado pelo ator, diretor e produtor cultural, Jackson Cavalcante, via plataforma Zoom, entre 14h e 17h.
 
Os interessados podem se inscrever pelo perfil do Instagram @traquinagemdecabeca ou pelo telefone (75) 99101-1270. O link da oficina será enviado via e-mail. 

 
Cavalcante abordará costumes e crenças de um conjunto de expressões do imaginário que povoam as cidades atingidas por barragens nas construções das hidroelétricas no nordeste. A ideia é que tanto o artista quanto os participantes compartilhem suas experiências sobre o assunto. A partir disso, segundo ele, cada um entenderá, de forma natural, o seu jeito de contar suas próprias histórias.
 
A metodologia desenvolvida para as oficinas de formação tem o enfoque na educação e cultura. É voltada para os valores e a identidade cultural, social e humana. Os encontros são divididos em dois momentos: base teórica da contação de histórias, quando será abordada a preservação da oralidade para a educação, por exemplo, por meio de vídeos, rodas de conversas, criação e produção de textos; e a prática da representação oral e escrita, contextualizada em contos, fábulas, causos e estórias pertencentes ao nordeste.
 
Neste momento, são utilizados fantoches, fantasias, músicas, jogos. “As pessoas são acostumadas a contar histórias com vários elementos. Vou mostrar que é possível, também, fazer isso a partir de materiais reciclados, como uma sacola e uma garrafa, dentro de vários conteúdos”, afirma.

Histórias que andam integra o projeto Histórias Andantes, contemplado pelo Rumos Itaú Cultural 2017-2018.

Veja também

Dirceu Melo apresenta premiere da banda Jorge Cabeleira e o Dia que Seremos todos Inúteis em live
Música

Dirceu Melo apresenta premiere da banda Jorge Cabeleira e o Dia que Seremos todos Inúteis em live

Nego Di passa mal e é levado a hospital em Porto Alegre
BBB

Nego Di passa mal e é levado a hospital em Porto Alegre