J.K. Rowling apaga comentário no Twitter em apoio a Stephen King

Autora de Harry Potter apagou após o autor apoiar mulheres trans

J.K RowlingJ.K Rowling - Foto: Wikimedia

A autora da saga "Harry Potter", J.K. Rowling, 54, deletou um tuíte que havia publicado na tarde deste domingo (28) em apoio ao autor Stephen King, 72, após o mesmo usar o Twitter para afirmar que "mulheres trans são mulheres".

"Eu sempre reverenciei Stephen Kinng, mas hoje meu amor alcançou outro patamar", escreveu ela no tuíte deletado. "É muito mais fácil para os homens ignorarem as preocupações das mulheres ou menosprezá-las, mas nunca esquecerei os homens que se levantaram quando não precisavam fazê-lo. Obrigado, Stephen".

Rowling foi criticada no início de junho, após publicar uma série de tuítes considerados transfóbicos. Os comentários vieram em resposta a um artigo de opinião do site de desenvolvimento global Devex, que deixou Rowling ressentida com a manchete "criando um mundo mais igualitário pós-Covid-19 para pessoas que menstruam".

A autora chegou a dizer que mulheres trans deveriam receber um outro nome, que não "mulher", e disse que seus comentários não tinham o objetivo de ofender a comunidade transsexual, apenas sublinhar que "o sexo é real e tem consequências vívidas".

A autora britânica também já foi criticada por suas visões sobre a comunidade LGBT+ no passado. Em dezembro de 2019, ela apoiou uma mulher que foi demitida por tuitar que as pessoas não podem alterar seu sexo biológico. Ela também foi criticada por acrescentar uma relação homossexual à série "Harry Potter" depois que os livros foram publicados.

Veja também

Levantamento do Ecad indica que Norte e Nordeste são as regiões que mais ouvem rock
Música

Levantamento do Ecad indica que Norte e Nordeste são as regiões que mais ouvem rock

Elenco de 'Glee' e famosos lamentam morte de Naya Rivera: 'Deus te chamou'
naya rivera

Elenco de 'Glee' e famosos lamentam morte de Naya Rivera: 'Deus te chamou'