Título

João Cabral de Melo Neto é declarado Patrono da Poesia em Pernambuco

Alepe promulgou lei que concede título ao poeta pernambucano, que faleceu em 1999

João Cabral de Melo NetoJoão Cabral de Melo Neto - Foto: Homero Sérgio/Folhapress

João Cabral de Melo Neto, autor de “Morte e Vida Severina” e tantas outras obras memoráveis, foi oficialmente declarado Patrono da Poesia no Estado. O título foi concedido pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), através da lei de nº 17.088, promulgada na última quinta-feira (22).

O projeto que originou a lei é de autoria do deputado Clodoaldo Magalhães (PSB). “João Cabral de Melo Neto, nascido no Recife, em 9 de janeiro de 1920, é considerado por muitos o maior poeta de língua portuguesa. Sua obra perpassa do surrealismo até a poesia popular, porém caracterizada pelo rigor estético – uma nova forma de poesia no Brasil”, diz o texto enviado junto ao pedido de aprovação dos parlamentares. 

Além de escritor, João Cabral atuou como diplomata e morou em diversos países, incluindo Espanha, França, Inglaterra e Senegal. Da mesma maneira, sua obra literária também circulou o mundo, sendo traduzida em diferentes idiomas. “Pedra do sono” (1942) e “O cão sem plumas” (1950) estão entre os seus livros mais famosos. O poeta morreu em 1999, no Rio de Janeiro. 

Veja também

Renata Sorrah será a nova vilã da continuação de 'Verdades Secretas'
Streaming

Renata Sorrah será a nova vilã da continuação de 'Verdades Secretas'

Morre icônico jornalista dos EUA Larry King, de Covid-19
Coronavírus

Morre icônico jornalista dos EUA Larry King, de Covid-19