Celebridades

Johnny Depp, acusado de violência, é homenageado por festival

Mostra de Cinema de San Sebastián, na Espanha, entregará prêmio honorário pela carreira artística do ator

O ator Jhonny DeppO ator Jhonny Depp - Foto: Isabel Infantes/AFP

 Johnny Depp, 58, ator americano indicado três vezes ao Oscar e célebre por encarnar o capitão Jack Sparrow na série "Piratas do Caribe", será homenageado com um prêmio honorário Donostia no Festival de Cinema de San Sebastián, na Espanha. O artista, celebrado pelo evento como "um dos atores mais talentosos e versáteis do cinema contemporâneo", é acusado de violência doméstica contra a atriz Amber Heard, sua ex-mulher.

Depp atua há 37 anos no cinema e já participou em mais de 90 produções audiovisuais. O evento justificou a escolha por seus desempenhos memoráveis como "escritores, policiais infiltrados ou foragidos, quase sempre desajustados", contracenando com célebres como Marlon Brando, Javier Barden, Jerry Lewis, Kate Winslet e Faye Dunaway.

A homenagem será entregue durante o festival espanhol, que acontece entre os dias 17 e 25 de setembro.

As polêmicas recentes, que envolveram as denúncias de agressão contra Amber Heard, com quem foi casado por 15 meses, fizeram com o que o ator perdesse o seu brilho com os cancelamentos do movimento #MeToo. O imbróglio que somou milhões de dólares e histórias envolvendo álcool e drogas, custou a ele seu papel na saga "Animais Fantásticos", derivada da série "Harry Potter".

Em 2018, o tabloide britânico The Sun publicou uma manchete em que Depp foi chamado de "espancador de esposas". O ator acionou a justiça contra a publicação do conglomerado de mídia News Group Newspapers (NGN), mas perdeu essa batalha judicial porque o Supremo Tribunal de Londres considerou que o conteúdo do jornal era, afinal, "substancialmente verdadeiro."

Mais recentemente, porém, um juiz de Nova York concedeu, parcialmente, uma petição do ator para investigar o destino de US$ 7 milhões que Heard deveria ter doado para o American Civil Liberties Union e para a Children's Hospital em Los Angeles, conforme o acordo de divórcio dos dois.

Ele ainda aguarda um julgamento de queixas por difamação feita pela ex-mulher por descrever abusos e ameaças de morte em texto para o americano The Washington Post.

A estreia nas telonas de Depp foi aos 21 anos, como uma das vítimas de "A Hora do Pesadelo", sendo morto pelas mãos de Freddy Krueger. Foi com o Tim Burton, porém, que sua fama de esquisito começou a ser construída.

Participou de grande parte da filmografia do diretor americano -destaque para "Edward Mãos de Tesoura", "Ed Wood" e "A Fantástica Fábrica de Chocolate"-, e também estrelou longas como "Inimigos Públicos", "Arizona Dream: Um Sonho Americano", "Donnie Brasco" e "O Bravo" (do qual também foi diretor, e que teve participação de Marlon Brando, seu ídolo).

Depp já foi indicado três vezes ao Oscar. Primeiro, por encarnar o capitão Jack Sparrow em "Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra", em 2004, depois pelo papel em "Em Busca da Terra do Nunca" (2005), e, por fim, como protagonista de "Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet" (2008), macabro musical de Tim Burton.

Veja também

Multishow estreia "Família Paraíso" com Leandro Hassum, segunda (30)
Televisão

Multishow estreia "Família Paraíso" com Leandro Hassum, segunda (30)

Mário Lacerda é atração do Som na Praça desta semana
Música

Mário Lacerda é atração do Som na Praça desta semana