EUA

Johnny Depp testemunha em julgamento contra sua ex-mulher Amber Heard

Johnny Depp em depoimento à JustiçaJohnny Depp em depoimento à Justiça - Foto: JIM WATSON / POOL / AFP

O ator americano Johnny Depp negou nesta terça-feira (19) ter agredido fisicamente sua ex-mulher Amber Heard, durante seu depoimento no julgamento por difamação contra a atriz.

"Houve discussões e coisas assim, mas nunca cheguei ao ponto de bater em Heard de forma alguma", disse Depp ao júri no Tribunal do Condado de Fairfax, em Virgínia, perto de Washington. "Eu não bati em nenhuma mulher na minha vida".

O ator de "Piratas do Caribe", de 58 anos, com o cabelo preso em um rabo de cavalo e vestido com um terno preto sobre uma camisa preta e gravata com estampa floral, depôs no quinto dia do julgamento.

Depp entrou com o processo de difamação depois que Heard, que completa 36 anos na sexta-feira, escreveu uma coluna para o The Washington Post em dezembro de 2018, na qual ela se descreveu como uma "figura pública que representa o abuso doméstico".

A atriz nunca citou o nome de Depp, que ela conheceu no set do filme "Diário de um Jornalista Bêbado (2009)", mas ele a processou por sugerir que ele era um agressor e pede US$ 50 milhões em danos.

Heard, que foi casada com Depp de 2015 a 2017, respondeu entrando com uma ação reivindicando o dobro, US$ 100 milhões, alegando que sofreu "violência física e abuso desenfreados" nas mãos dele.

Depp acusa Heard de ter tentado buscar "publicidade" antes da estreia do filme "Aquaman", que protagonizou.

Em 2020, Depp perdeu um processo por difamação em Londres contra o tablóide The Sun, que o chamou de "espancador de esposas".

Os advogados de Heard afirmaram que Depp se tornou um "monstro" devido ao uso de drogas e álcool e agrediu a atriz fisicamente e sexualmente.

Já a defesa de Depp afirmou que essas acusações eram falsas e tiveram um impacto "devastador" na carreira do ator em Hollywood. Ele teve que desistir de seu papel como Capitão Jack Sparrow em "Piratas do Caribe" e foi cortado da série "Animais Fantásticos", baseada no livro da autora de Harry Potter, J.K. Rowling.

- "Nunca vi Johnny agredir ninguém" -
Depp testemunhou depois de um membro de sua equipe de segurança, Sean Bett, e Keenan Wyatt, que trabalhou como engenheiro de som em muitos de seus filmes.

Ambos afirmaram que nunca viram Depp ser violento de nenhuma forma.

"Nunca vi Johnny agredir ninguém", disse Wyatt.

Bett afirmou ter visto Heard jogar uma "garrafa de água ou copo de plástico" em Depp.

Depp apresentou a queixa em Virgínia porque o Washington Post é publicado lá, mas não está processando o jornal.

A Virgínia tem leis antidifamação que são consideradas mais favoráveis aos demandantes do que as da Califórnia, onde os dois atores moram.

Em 2016, Heard pediu uma ordem de restrição contra Depp em meio a alegações de agressão. Eles estão divorciados desde 2017.

Veja também

"Só Se For Por Amor": Netflix divulga data de estreia e teaser de nova série brasileira
Streaming

"Só Se For Por Amor": Netflix divulga data de estreia e teaser de nova série brasileira

Festa Inverse traz ao Recife Dubdogz e outras atrações da cena eletrônica
DJs

Festa Inverse traz ao Recife Dubdogz e outras atrações da cena eletrônica