Jonathan Azevedo comemora espaço do rap no Lollapalooza

Ator enalteceu o gênero musical e assistiu a shows de Kendrick Lamar e Gabriel Pensador, entre outros

Jonathan Azevedo, ator Jonathan Azevedo, ator  - Foto: Instagram/Reprodução

O ator Jonathan Azevedo, 33, mais conhecido por interpretar Sabiá em "A Força do Querer" e Fiapo em "Ilha de Ferro", passou o final de semana curtindo shows do festival de música Lollapalooza, em São Paulo.

No sábado (6), ele assistiu ao rapper norte-americano Post Malone, o qual descreve como "uma influência muito boa para os tempos da música". "É um artista que fala de muitas coisas que estão acontecendo no Brasil", disse Azevedo, à reportagem. Kendrick Lamar e Gabriel Pensador também estão entre os cantores favoritos do ator, que curtiu ambos shows no festival.

"Os artistas brasileiros que estão chegando nessa nova cena do rap, que sempre se manteve forte nas comunidades, hoje estão chegando ao Lollapalooza. É uma alegria imensa. Uma coisa que, graças a Deus, com a ajuda da internet e redes sociais, está chegando", comemora o ator.

Leia também:
Kings of Leon encerra 2º dia de Lollapalooza com show regular
Rapper Drake bate os Beatles em número de canções no topo da parada norte-americana
Lollapalooza começa com 'foi golpe sim' e 'liberdade para Rennan'

Apesar dos novos ritmos musicais, Azevedo acredita que ainda é possível contemplar mais diversidade no line-up dos festivais ao redor do país. "O Brasil é muito grande, então sempre vai faltar alguma coisa. Sempre que pudermos trocar as figurinhas de música e arte, faremos um festival incrível."

Sabotage

Azevedo afirma que adoraria assistir no Lollapalooza a artistas como Tássia Reis, Liniker, Maneva, "e toda a galera do rap que está começando agora". "Teria que ter um espaço não só para o rap, mas para a poesia", diz o ator, que lamenta apenas que o rapper Sabotage (assassinado em 2003) não tenha tido a oportunidade de se apresentar nos palcos do festival.

Veja também

Companhia Mákara de Teatro apresenta nova peça
Teatro

Companhia Mákara de Teatro apresenta nova peça

'Edifício Gagarine' é tratado poético sobre pertencimento e vida em comunidade
Cinema

'Edifício Gagarine' é tratado poético sobre pertencimento e vida em comunidade