Jornalismo como testemunha da História; livro 'Palavra de jornalista' ganha nova edição

Livro traz relatos de 21 profissionais da Imprensa a respeito do que passaram em sua profissão para dar voz às informações

Gilson Oliveira e Evaldo Costa, organizadores do livroGilson Oliveira e Evaldo Costa, organizadores do livro - Foto: Gustavo Glória/Folha de Pernambuco

Testemunhas privilegiadas de muitos acontecimentos históricos, os jornalistas têm uma importância indiscutível por registrarem, para a posteridade, o mundo que os cerca. Mas as suas próprias histórias, trazendo o ponto de vista das dificuldades que precisam enfrentar para dar conta dessa missão, nem sempre são conhecidas.

Leia também:
Quarta edição da Fenelivro acontece este mês, com entrada gratuita
Moraes Moreira lança livro e faz show durante a Fenelivro
Novo livro de autor de 'Game of Thrones' tem data de lançamento no Brasil

É por isso que é tão significativo o livro "Palavra de Jornalista - as entrevistas do projeto Memória Viva da Imprensa de Pernambuco", organizado por Evaldo Costa e Gilson Oliveira. O volume dá voz a 21 profissionais de renome da imprensa pernambucana, e está sendo lançado hoje, a partir das 19h, durante a quarta edição da Feira Nordestina do Livro (Fenelivro).

"O livro dá voz aos que fazem História, mas que geralmente não tem suas histórias conhecidas", resume o jornalista e escritor Evaldo Costa. "Os registros da mídia são importantíssimos como registros, mas raramente se aprofunda sobre as pessoas que produziram esses registros", diz ele.

O período que o livro aborda é a segunda metade do século 20, momento em que o Brasil enfrentava uma ditadura, e traz relatos sobre uma época em que censores oficiais foram instalados dentro das redações. Francisco José relembra que foi proibido de falar a palavra 'fome' em uma matéria sobre a seca no sertão. Carlos Garcia foi preso e torturado, e foi lembrado nas falas de todos os entrevistados.

"A prisão e a tortura de Carlos Garcia é uma pedra angular, ele foi preso injustamente, torturado no pau de arara, sofreu fuzilamento simulado... Tudo, simplesmente, porque era jornalista. Ele é o mártir que não morreu, porque teve a sorte de sobreviver à tortura, ao contrário de Vladimir Herzog. Por isso, não é mais famoso", conta Evaldo.

"O livro foi um grande instrumento de aprendizagem como profissional e ser humano", afirma por sua vez Gilson Oliveira, também escritor e jornalista. "São grandes mestres, e estes depoimentos, somados, produzem uma visão do tempo e do espaço em que viveram", descreve.

Ele destaca a importância de falar sobre a ditadura, num momento em que o Brasil passa por uma crise política. "O livro é um lembrete para que não se esquecer do que a democracia significa", alerta. Segundo Gilson Oliveira, o projeto foi concebido para ser uma série com três volumes, e já existe uma relação de quais serão os próximos jornalistas a serem ouvidos.

"Palavra de Jornalista" está sendo lançado em segunda edição, revista e ampliada, e publicada com patrocínio da Associação do Nordeste das Distribuidoras e Editoras de Livros (Andelivros). A primeira versão saiu em 2006, com 20 jornalistas (Abdias Moura, Aldo Paes Barreto, Alexandrino Rocha, Aluízio Falcão, Carlos Garcia, Divane Carvalho, Eduardo Ferreira, Fernando Menezes, Francisco José, Geraldo Freire, Homero Fonseca, Ivanildo Sampaio, Ivan Maurício, José do Patrocínio, Lenivaldo Aragão, Olbiano Silveira, Ronildo Maia Leite, Ricardo Leitão, Vera Ferraz e Zezito Maciel).

Nesta nova edição, foi incluído o depoimento de Raimundo Carrero, as biografias dos demais participantes foram atualizadas. Ao longo da última década, quatro dos entrevistados faleceram.

A obra tem 471 páginas e poderá ser comprada por R$ 50 na Fenelivro, que vai ocorrer no pavilhão principal do Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, de 19 a 23 de setembro, com entrada gratuita e programação bem diversificada com lançamentos, debates e shows diários. Nas livrarias, vai custar R$ 60.

Serviço:
Lançamento do livro "Palavra de Jornalista", na 4ª Feira Nordestina do Livro (Fenelivro)
Nesta quarta-feira (19), às 19h
Centro de Convenções de Pernambuco (avenida Prof. Andrade Bezerra, s/n - Salgadinho, Olinda)
Entrada gratuita

Veja também

Primeiro trailer de 'Godzilla vs. Kong' é divulgado
Cinema de Ação

Primeiro trailer de 'Godzilla vs. Kong' é divulgado

Opereta Popular Canto de Reis é atração do JGE desta terça (26)
JGE

Opereta Popular Canto de Reis é atração do JGE desta terça (26)