A-A+

Jornalista cego ensina comunicadores a abordarem as deficiências

O baiano Ednilson Sacramento de um guia para veículos e profissionais de imprensa sobre a abordagem das pessoas com deficiência

Ednilson Sacramento foi o primeiro aluno cego a se formar no curso de jornalismo da UFBAEdnilson Sacramento foi o primeiro aluno cego a se formar no curso de jornalismo da UFBA - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Orientar profissionais de comunicação para uma correta abordagem da pessoa com deficiência na imprensa é o objetivo da oficina "Pauta eficiente", que será ministrada nesta segunda-feira (29), das 8h30 às 12h30, no auditório do Instituto de Cegos. A ação formativa é realizada pelo jornalista baiano Ednilson Sacramento, de 57 anos, primeiro aluno cego a se formar no curso de jornalismo da Universidade Federal da Bahia (UFBA). A oficina é coordenada pelo radialista Domingos Sávio, apresentador do programa "Resgatando a Cidadania", da Rádio Folha 96.7 FM.

Ednilson trabalha com comunicação há quase três décadas. Começou produzindo jornais e fanzines sobre a cena musical, na década de 1990, mas a formação acadêmica na área só veio a partir de 2013. O curso que ele traz ao Recife é um fruto do seu trabalho de conclusão de curso, intitulado "Pauta eficiente: como abordar a deficiência numa entrevista". "Quando estava na universidade, percebi que uma minoria falava sobre acessibilidade. Não havia nada no currículo disciplinar e isso refletia na forma como a mídia tratava o assunto", comenta.

Devido à urgência do tema, Ednilson resolveu criar um guia para veículos e profissionais de imprensa sobre acessibilidade, inclusão e uso correto das terminologias relacionadas às pessoas com deficiência. "A ideia não é atacar as redações, que não erram de forma deliberada, mas fornecer as informações necessárias para um aprimoramento desse trabalho", explica. O autor está em busca de parcerias para viabilizar a publicação e distribuição do material.

Leia também:
Festival VerOuvindo traz acessibilidade com sessões descentralizadas no Recife e em outras cidades do Estado
Professor cria projeto de inclusão para alunos com deficiência auditiva
Campanha estimula respeito aos idosos e pessoas com deficiência nos ônibus


A intenção do comunicador é que a conscientização chegue não apenas até os profissionais de mídia. Para isso ele criou a campanha #NaPrática, que consiste na veiculação de vídeos, por meio das redes sociais, com dicas de etiqueta urbana para lidar com pessoas com deficiência nas ruas.

"São situações como a forma correta de guiar uma pessoa cega até um carro, muito corriqueiras e que fazem toda a diferença", exemplifica. No Recife, Ednilson também participa do festival VerOuvindo, concorrendo na mostra competitiva de curtas através do filme "Carolina", do qual participou como consultor de audiodescrição.

Serviço

Oficina de Comunicação Pauta Eficiente, com Ednilson Sacramento
Nesta segunda-feira (29), das 8h30 às 12h30
No auditório do Instituto de Cegos (rua Guilherme Pinto, 146, Graças)
R$ 50
Informações: (71) 99258-1961 (Ednilson Sacramento) e (81) 98438-6462 (Domingos Sávio)

Veja também

Demonização de Cosme e Damião por evangélicos dá corda para intolerância religiosa
Religião

Demonização de Cosme e Damião por evangélicos dá corda para intolerância religiosa

Nego do Borel é expulso de A Fazenda 13
FAMOSOS

Nego do Borel é expulso de A Fazenda 13