Cepe Editora

Jornalista Marcelo Pereira assume presidência do Conselho da Cepe

Marcelo, que substitui o escritor Sidney Rocha, ficará à frente do Conselho pelos próximos dois anos

Marcelo Pereira, jornalista e novo presidente do Conselho Editorial da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe)Marcelo Pereira, jornalista e novo presidente do Conselho Editorial da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) - Foto: Divulgação

O jornalista Marcelo Pereira é o novo presidente do Conselho Editorial da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe). Ele ficará na função até dezembro de 2022, quando também chega ao fim sua participação no colegiado.

Marcelo assume o lugar deixado pelo escritor Sidney Rocha, que presidiu o conselho nos últimos dois anos.

Formado por cinco integrantes e tendo como missão a avaliação de obras originais apresentadas por autores e autoras, o Conselho Editorial da Cepe tem, ainda, a atribuição de julgar títulos submetidos a prêmios de concursos literários promovidos pela Secretaria Estadual de Cultura (Secult-PE).

 

Integram a atual composição, além de Marcelo Pereira, a professora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Brenda Carlos, a escritora e pesquisadora Maria Alice Amorim, o médico e escritor Luiz Cláudio Arraes e o jornalista Evaldo Costa – este último, recém-empossado, substitui Sidney Rocha, que concluiu seu período de contribuição ao conselho.

Em 2021 pelo menos 112 livros receberam parecer do conselho e 20 obras foram julgadas para o Prêmio Hermilo Borba Filho, da Secult-PE.

Afora o Conselho Editorial, há mais duas formas de se publicar pela Cepe: ser vencedor do Prêmio Cepe Nacional - garante a edição sem custo, assim como as obras aprovadas pelo colegiado - ou bancar a própria publicação.

 

Veja também

BBB 24: entenda a punição de Yasmin e Alane e o 'cartão vermelho' de Boninho
BBB 24

BBB 24: entenda a punição de Yasmin e Alane e o 'cartão vermelho' de Boninho

Yasmin não apoia jogo de Matteus no BBB 24: "Não é tão legal assim"
BBB 24

Yasmin não apoia jogo de Matteus no BBB 24: "Não é tão legal assim"