Juan Guiã lança EP 'Também Sou Feito de Infernos'

O novo trabalho do multiartista pernambucano Juan Guiã chega com uma musicalidade pop e de afirmação da identidade de gênero

Detalhe da capa do EP de Juan GuiãDetalhe da capa do EP de Juan Guiã - Foto: Divulgação

O empoderamento e a resistência, características atreladas à vida e à carreira do dançarino, ator e cantor Juan Guiã são percebidas no EP “Também Sou Feito de Infernos’’. Há cincos meses, o artista juntou suas composições e entrou no estúdio para se entregar de corpo e alma à experiência musical. Porém, ele conta que, desde muito cedo, teve contato com a música. “ A primeira coisa que fiz na música foi sapateado, onde existe uma maior preocupação com a sonoridade. Também tive experiências nos meus primeiros trabalhos de danças contemporâneas, fazendo a trilha sonora”, comentou.

Sobre as quatro faixas presentes no EP, ele afirma que as músicas carregam as próprias emoções e experiências vividas no âmbito pessoal. “Sempre foram criações das minhas histórias, das minhas questões emocionais. Acho que as pessoas tem que ter responsabilidade social. (As letras) aconteceram de uma forma muito natural, as músicas falam das minhas vivências e ao mesmo tempo isso está sendo muito forte na atualidade”.

Leia também:
[VÍDEO] Lado politizado de Maciel Salú aflora no disco 'Liberdade'
The Weeknd lança álbum surpresa
Marco Polo Guimarães e Geraldo Maia lançam livros na Passa Disco


Segundo o artista, a ideia é lançar quatro clipes - um de cada música - até o final do ano. “Dois clipes já estão produzidos, filmados. Estamos entrando para filmar o terceiro daqui a 15, 20 dias”, conta. Juan Guiã já está articulando parcerias com artistas de outros estados, assim como do Recife. O primeiro show do seu mais novo trabalho só será programado após o lançamento dos clipes. Para ouvir as faixas do "Também Sou Feito de Infernos" basta acessar as principais plataformas digitais.

Sobre Juan Guiã

Juan é pernambucano radicado em São Paulo e vivenciou seus primeiros processos de criação de música nos seus trabalhos autorais de teatro e dança. Iniciou seus estudos no teatro com Fábio Barreto, Felipe Martins, Licurgo Spinola e Ana Kfouri. Na Dança, teve formação com Eleonora Oliosi, Regina Sauer, Steven Harper e Heloísa Duque.



Em 2003, passou a fazer parte da Cia Vias da Dança, dirigida por Heloísa, onde trabalhou com diferentes coreógrafos e diversas linguagens. No ano de 2017, ingressou no Grupo Experimental, que tem a direção de Mônica Lira. Juan foi premiado por dois anos consecutivos no festival Janeiro de Grandes Espetáculos, na categoria Melhor Bailarino de Pernambuco.

Na dramaturgia, o artista tem experiências em participações de novelas da Globo e em curtas-metragens. Desenvolveu uma linguagem própria no segmento Teatro-dança, realizando trabalhos de sua autoria como o espetáculo solo "Por um fio" e os espetáculos em parceria, como o "Improvável", com a atriz Thai Cavalcanti, “Capivara na luz trava” e o "Lendas", com o MASSA Grupo de Teatro, e "Dorival Obá", da Cia Pernambucana Vias da Dança, em todos assinando a direção geral e direção musical. Este último espetáculo, premiado, fez turnê pela Europa em 2017.

 

Veja também

Após dica de carro de som, Mirella diz que vai se afastar de Biel em A Fazenda 12
Televisão

Após dica de carro de som, Mirella diz que vai se afastar de Biel em A Fazenda 12

Globo extingue faixa de séries e antecipa sessão de filmes na madrugada
Televisão

Globo extingue faixa de séries e antecipa sessão de filmes na madrugada