Cultura+

Juju Salimeni fala de luta contra depressão e diz que só saía de casa pra fazer treino

A ex-panicat destaca que acompanhamento médico foi parte muito importante desse processo

Juju SalimeniJuju Salimeni - Foto: Reprodução/Instagram

Juju Salimeni, 33, falou sobre a depressão que a acompanha há alguns anos e teve seu auge em 2019. "Junto com uma separação, foi bem difícil. Foquei em cuidar do corpo, fiz meus trabalhos e me dediquei muto a treino e dieta, para que eu não me deixasse consumir pela tristeza e pela depressão. E isso ajudou demais!", revelou a musa fitness, relembrando o fim da união com Felipe Franco, com quem ficou por 14 anos.

Em entrevista à Quem, a ex-panicat destaca que acompanhamento médico foi parte muito importante desse processo. "Fiz tratamento com terapia, psiquiatra, espiritual também - que acredito muito - e foi todo um conjunto. Quando melhorei, estava melhor em tudo. Foi um trabalho de recuperação total", relembra Salimeni.

A artista se vê como uma pessoa abençoada por ter podido contar com amigos e familiares, além de o trabalho para enfrentar o problema. "Só saía de casa pra fazer treino. O que eu achava legal era ficar na cama vendo TV. Eu pensava: 'ah, eu já me arrumo pra trabalhar' e não queria me arrumar para sair. Chegou a um ponto que eu precisava de ajuda, aí veio a separação, e tudo piorou".

Leia também:
Princesa Beatrice cancela seu casamento real por causa do coronavírus
Live de Wesley Safadão ultrapassa dez horas entre músicas inéditas e polêmicas


Ela contou que junto à separação, mudou de casa, deixou alguns amigos, destacando que foi uma mudança brusca. "Tinha que me recuperar ou não ia conseguir mais viver. Tive ajuda de amigos mais próximos e da minha mãe também". Salimeni diz, ainda, sempre estar atenta para que a depressão não a atinja novamente.

A musa fitness afirmou na mesma conversa sofrer também com a ansiedade. "Estou feliz comigo mas a ansiedade a gente convive diariamente com ela. Sei que sou assim. Se eu brigar com alguém, não vou dormir a noite inteira. Tomo remédio diariamente que ajuda a controlar esses picos de ansiedade, com acompanhamento do psiquiatra as doses estão diminuindo. Logo devo estar liberada. Não é nada forte, que me deixa com sono. É para realmente não ter os picos", esclareceu.

Salimeni finalizou contando que evita gatilhos que possam levá-la a manifestar os problemas de saúde mental. "Sempre me cerco de coisas positivas. Não carrego coisas negativas. Tento estar sempre pensando no positivo e acho que isso nos mantém bem".

Veja também

João Gomes atrai multidão em show realizado no Marco Zero do Recife
Gravação de DVD

João Gomes atrai multidão em show realizado no Marco Zero do Recife com participações especiais

Rapper americano A$AP Rocky se declara inocente de agressão com arma de fogo
EUA

Rapper americano A$AP Rocky se declara inocente de agressão com arma de fogo