Latino volta a dever pensão e pode ser preso

Segundo jornal Extra, cantor Latino está devendo quatro meses de pensão alimentícia a um dos seus nove filhos

Latino, cantorLatino, cantor - Foto: Divulgação

Depois de ter a prisão decretada em fevereiro pela Justiça de Manhuaçu (MG) pelo não pagamento de pensão alimentícia à filha de 9 anos, o cantor Latino pode ver mais uma vez algo desse tipo acontecer. De acordo com o site do jornal Extra, ele teria voltado a dever a pensão alimentícia a um dos seus nove filhos e correria novamente o risco de ser preso.

Segundo a publicação, foi a juíza Cristiane de Sá Berbat, da 2ª Vara de Família do Méier, no Rio, quem expediu uma nova intimação contra o artista. O menino tem 6 anos e é fruto do relacionamento com a modelo Jack Blandy.

Leia também:

Latino ganhará de presente diamante feito das cinzas do macaco Twelves
Latino pode ser preso por não pagar pensão, diz jornal
Brad Pitt não está pagando pensão dos filhos com Angelina Jolie

Ainda de acordo com o Extra, Latino deve quatro meses de pensão e também não quitou a dívida referente ao período entre fevereiro de 2014 e maio de 2015. O cantor, assim, correria o risco de ir preso a qualquer momento. Ele já devia um valor à criança em setembro de 2017.

O processo, portanto, é longo. Em 2015, o músico já havia processado a ex-companheira Jack Blandy por crimes de calúnia, injúria e difamação. Na época, a moça já o acusava de não arcar com os compromissos.

Segredo de Justiça

A assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro informou que o processo está em segredo de Justiça e que, por isso, não pode passar informações.
Procurados, a assessoria de imprensa e o advogado do cantor não responderam às solicitações nem retornaram as mensagens enviadas.

Veja também

Mark Hoppus, do Blink-182, diz que está em tratamento contra câncer
Celebridades

Mark Hoppus, do Blink-182, diz que está em tratamento contra câncer

Luciano Szafir é internado após contrair coronavírus pela segunda vez
Covid-19

Luciano Szafir é internado após contrair coronavírus pela 2ª vez