Livro 'P14311' reflete sobre a ditadura através de imagens

Diego Di Niglio lança o livro fotográfico que traz fotografias e histórias de 24 pessoas que sofreram na época da ditadura militar no Brasil

Foto do livro "P14311"Foto do livro "P14311" - Foto: Diego Di Niglio/Divulgação

Depois de lançar, em setembro de 2017, o documentário "Aurora 64", sobre a ditadura militar, o fotógrafo italiano Diego Di Niglio expande a proposta para o livro fotográfico "P14311".

O documentário foi incentivando pelo registro fotográfico, as imagens de pessoas que sofreram durante a ditadura. "Durante a pesquisa surgiu a ideia do documentário. Mas o projeto nasceu como trabalho fotográfico", explica Diego, que foi em busca não de uma reconstrução histórica, mas dos traumas ainda latentes no inconsciente coletivo e das pessoas que viveram e foram perseguidas naquela época.

Leia também:
Livro de Milton Hatoum mescla drama familiar e ditadura
Novos rumos da fotografia diante de sua popularização
Zezé Di Camargo diz que nunca houve ditadura militar no Brasil


A publicação será lançada nesta terça-feira (20), às 18h30, no primeiro andar do Arquivo Público Estadual de Pernambuco, com debate com o fotógrafo e os autores dos textos, além da participação de protagonistas do ensaio. O livro, que tem tiragem de mil cópias, tem incentivo do Funcultura.

No evento, serão distribuídos 100 exemplares - outros 500 serão levados gratuitamente para escolas, universidades e centros culturais sem fins lucrativos. Os 400 restantes estarão à venda por R$ 40.

"O livro traz 24 histórias. Está organizado como um fotolivro. Há apenas um texto crítico do professor e pesquisador José Afonso Jr.", destaca. Diego planeja um terceiro desdobramento, ainda sem data: um caderno com histórias e textos. O projeto terá apoio da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe).

"O pontapé inicial para a pesquisa foi um trabalho da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) junto a duas outras universidades, as Federais do Rio de Janeiro (UFRJ) e a do Rio Grande do Sul (UFRS), no âmbito do programa Marcas da Memória", lembra Diego.

"Foi importante o trabalho dos professores Antônio Montenegro e Pablo Porfírio. Eles me ajudaram articulando contatos com as pessoas das pesquisas deles. Me levaram para a Comissão da Memória e Verdade de Pernambuco. Aos poucos, fui pesquisando, lendo livros e vendo filmes, e fui encontrando pessoas que sofreram na ditadura", detalha.

Trajetória

O interesse pela ditadura e pelo golpe militar de 1964 vem da trajetória do fotógrafo. "Tem a ver com minha história pessoal e minha formação", diz.

"Sou graduado em Ciências Políticas na Itália. Na época da Universidade estudei sobre a história da América Latina e as ditaduras dos anos 1960 e 1970. Depois, morei dois anos na Argentina e tive contato com associações como as Mães da Praça de Maio. Ou seja, esse tema sempre teve uma integração forte ao meu trabalho, os direitos humanos, as atividades sociais. Então, foi natural, estando no Brasil, observar a atividade das Comissões da Verdade, estadual e nacional, conhecer essas histórias", detalha Diego, que mora desde 2011 em Olinda.

O lançamento do livro fotográfico parece se conectar com o conturbado período político brasileiro atual. "Quando começamos esse trabalho, em 2013, parecia um mergulho no passado. Mas, desde 2016, percebemos que aquilo foi só o começo. A cada dia o desenho se mostra com mais força, com toda violência e repressão", diz Diego.

"Esse trabalho, tristemente, em certo ponto de vista, se mantém profundamente atual e contemporâneo. É importante que esse meu trabalho e também outros contribuam, favorecendo o debate e a integração entre as pessoas sobre o que está acontecendo hoje. As pessoas precisam de lugares de debate e encontro", ressalta.

Venda

Depois do evento, o livro estará à venda no Sebo Casa Azul (Rua Treze de Maio, 121, Carmo), onde a publicação será divulgada, em evento no próximo sábado, às 18h. Informações sobre venda e detalhes do projeto estão disponíveis no site www.p14311.org.

Serviço:


Lançamento do fotolivro "P14311", de Diego Di Niglio
Arquivo Público Estadual de Pernambuco (Rua do Imperador Pedro II, 371, Santo Antônio)
Nesta terça-feira (20), às 18h30

Veja também

Clima entre Mirella e Raissa esquenta em A Fazenda
A fazenda

Clima entre Mirella e Raissa esquenta em A Fazenda

Ratinho tem diagnóstico de Covid-19 e ficará afastado da TV
Coronavírus

Ratinho tem diagnóstico de Covid-19 e ficará afastado da TV