Séries

Manhãs de Setembro", nova série do Amazon Prime, estreia nesta sexta (25)

Embalada pelas canções de Vanusa, série marca a estreia da cantora e atriz Liniker no audiovisual

Liniker em cena com Gustavo Coelho emLiniker em cena com Gustavo Coelho em - Foto: Divulgação

“Fui eu que num esforço se guardou na indiferença. Fui eu que numa tarde se fez tarde de tristezas. Fui eu que consegui ficar e ir embora. E fui esquecida, fui eu.” São com esses versos que começa a música “Manhãs de Setembro”, maior sucesso da carreira da cantora Vanusa. Quarenta e oito anos depois do seu lançamento, a canção batiza a nova série original do Amazon Prime Vídeo, que estreia amanhã, como uma celebração e um reconhecimento a vida e a obra da cantora paulistana.

Sonho e vida real

"Manhãs de Setembro", a série (cinco episódios), conta a história de Cassandra (interpretada por Liniker), uma mulher trans que trabalha como motogirl em São Paulo e que tem na música sua maior força. Ela precisou abandonar sua cidade natal para realizar o sonho de se tornar cover de Vanusa. Após anos de muitas dificuldades, Cassandra vive agora um momento de estabilidade: ela consegue alugar um apartamento só seu e descobre o amor na figura de Ivaldo (Thomas Aquino). Mas tudo se complica quando sua ex-namorada, Leide (Karine Telles), reaparece com Gersinho (Gustavo Coelho), que ela afirma ser filho de Cassandra.

Estreia de Liniker no audiovisual

Boa parte da trama gira em torno de Cassandra e a sua relação com o filho Gersinho. Inicialmente reticente em conviver com o garoto, a protagonista vê no filho um pouco de sua própria infância, quando foi abandonada pela família. As semelhanças deixam Cassandra com medo e dão início à jornada de autodescoberta e reavaliação das prioridades da motogirl. 
Entre a negação inicial e a aceitação, a protagonista ainda passa pela reavaliação de sua relação amorosa com Ivaldo (Thomas Aquino). A série marca a estreia da cantora, compositora e atriz Liniker no audiovisual e, apesar de um ou outro tropeço, ela não decepciona.

Vanusa como alter ego

Além de dar título à produção e estar presente na trilha sonora da série, a cantora Vanusa também aparece como personagem. Ela surge no imaginário da protagonista, como uma conselheira e espécie de alter ego de Cassandra. Embora seus conselhos não sejam exatamente didáticos e, nem sempre seguidos pela protagonista, sua voz surge em momentos cruciais de angústia e indecisão como um alento.

De história simples, mas singela, a força de “Manhãs de Setembro” está no elenco escolhido a dedo. Além da protagonista, Karine Teles também esbanja talento e brilho como Leide, uma moradora de rua que vive aos trancos e barrancos com Cassandra, enquanto tenta se virar e criar o filho, sem que ele se contamine com a dureza da vida que levam.

Gustavo Coelho é um talento precoce, um achado que consegue fazer de Gersinho um personagem complexo, que mistura ternura e inteligência com uma certa ingenuidade. Gero Camilo e Paulo Miklos fazem participação luxuosa como um casal de amigos de Cassandra.

A produção acerta ao fazer de Cassandra uma personagem complexa, mas bem resolvida com suas próprias questões. Ao naturalizar o retrato de uma mulher trans já completamente aceita, com um emprego e uma relação amorosa estável, uma borboleta fora do casulo, digamos, o roteiro dá um passo adiante na tão almejada representatividade e assim fortalece o debate de gênero. A primeira temporada tem cinco episódios, cada um com cerca de 30 minutos de duração.

Veja também

Mario Frias exonera chefe de gabinete, Gustavo Menna Barreto
Cultura

Mario Frias exonera chefe de gabinete, Gustavo Menna Barreto

Maiara diz que Maraisa e Rodolffo 'podiam conversar' e fãs shippam
Novo shipper

Maiara diz que Maraisa e Rodolffo 'podiam conversar' e fãs shippam