Margareth Menezes homenageia Luiz Gonzaga, Dominguinhos e Sivuca

Show da cantora e de Beto Hortis revive músicas dos sanfoneiros e um dia no Sertão

Margareth Menezes e Beto Hortis interpretam clássicos de Gonzaga, Dominguinhos e SivucaMargareth Menezes e Beto Hortis interpretam clássicos de Gonzaga, Dominguinhos e Sivuca - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

No Sertão, as águas do Rio São Francisco unem Pernambuco à Bahia. No espetáculo “Margareth Menezes em Mestres do Mundo”, nesta quarta-feira (25), às 20h30, no Teatro de Santa Isabel, no Recife, se dá o mesmo: o Sertão vira palco para a cantora nascida em Salvador entoar músicas dos três maiores sanfoneiros nordestinos, Luiz Gonzaga, Dominguinhos e Sivuca. No palco, Beto Hortis é responsável por evocar, com a sanfona, esse universo.

Com 21 músicas, o espetáculo é montado de forma a trazer o espectador para um dia no Sertão, atravessando três momentos – amanhecer, entardecer e anoitecer – ,e já começa com a energia de “Festa”, de Gonzaga. De dia, os presentes também “passearão” pela “Feira de Mangaio”, de Sivuca, e seguirão até a folia de “Pagode Russo”, do Rei do Baião, que será tocada em ritmo de frevo. O romantismo de Dominguinhos fica marcado com músicas como “Eu só quero um Xodó” e “Gostoso Demais”.

Margareth Menezes tem suas raízes na Bahia, mas relata uma forte ligação com a música de Pernambuco, tendo gravado canções de Lenine e Geraldo Azevedo. Com o forró, ela relembra a primeira vez que viu Gonzaga no palco, em 1989, ano da morte dele. “Ele já estava muito debilitado, mas estava lá com sua sanfona branca, e, quando o vi, parecia que aquele momento tinha parado.”

O orgulho de Margareth pela música nordestina vai ainda mais fundo. No projeto “Rebeldia Nordestina”, que comemora seus 30 anos de carreira, Margareth revive músicas de cantores como Belchior, Fagner, Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Zé Ramalho, Novos Baianos e Raul Seixas. “É não aceitar que as pessoas tragam para nós rótulos negativos. Nós fazemos parte do Brasil, queiram ou não queiram”, afirma.

Dividindo o palco com Margareth, Beto Hortis já soma 25 anos de carreira com sua sanfona e sua voz e já tocou com outros grandes nomes da música local, inclusive com alguns dos homenageados no “Mestres do Mundo”. “Eu já tive o prazer de tocar com Sivuca; de viajar com Dominguinhos, de rir com ele”, relembra. Hortis também é o diretor musical do espetáculo e responsável pelos arranjos.

Sob a direção de cena de Luiz Manuel, Margareth surgirá no palco subindo, evocando o nascer do sol feminino, para dar início ao dia de alegria. A figura que brota da terra evoca a água, o milagre do Sertão, e Oxum, na mitologia afro-brasileira. “Quando a gente pensou na encenação, pensou em trazer a força feminina e a água”, conta. Completando o cenário, os bailarinos do Balé Popular do Recife ficam responsáveis por incorporar o ritmo do forró.

O “Mestres do Mundo” nasceu há cerca de cinco anos, mas foi amadurecendo até novembro de 2016, quando sua idealizadora, Margot Rodrigues, seguiu em comitiva com alguns músicos até a casa de Margareth para apresentar o projeto e lhe fazer o convite oficial. “Foi uma sedução”, explica a cantora. Após o show desta quarta, ela espera que o projeto chegue a outros teatros e ganhe o público em festas como o São João.  

O sucesso da produção não é improvável, já que outra ideia de Margot, “Cordas, Gonzaga e Afins”, realizado em 2014 e lançado em CD e DVD em 2015, venceu duas categorias no Prêmio da Música Brasileira de 2016 e foi indicado ao Grammy. O projeto teve como voz a cantora Elba Ramalho, que interpretou canções de Luiz Gonzaga e outros artistas da musica regional, e a participação de grandes músicos, como o percussionista Naná Vasconcelos.

Janeiro de Grandes Espetáculos

O “Margareth Menezes em Mestres do Mundo” é parte do 23º Janeiro de Grandes Espetáculos. O projeto foi apresentado em coletiva de imprensa, nesta terça-feira (24), no Museu Cais do Sertão, com a presença de outros cantores da terra, como Nádia Maia, Irah Caldeira, Rogério Rangel e Maciel Melo, e foi marcado por um clima de festa. No local, os artistas fizeram uma demonstração do que será o espetáculo. Confira:



Serviço:

“Margareth Menezes em Mestres do Mundo”
Quando: quarta-feira (25), às 20h30
Onde: Teatro de Santa Isabel (Praça da República, s/n - Santo Antônio, Recife)
Ingressos: R$: 80 (inteira) e 40 (meia-entrada), à venda no site Compre Ingressos e na bilheteria do Teatro
Informações: (81) 3355.3322

Veja também

Globoplay chega à Europa em 2021
Streaming

Globoplay chega à Europa em 2021

'Riverdale' terá salto no tempo e pode ter formação de casal antigo na 5ª temporada
Série

Saiba mais sobre a estreia da nova temporada de 'Riverdale'