Marielle Franco terá livro lançado no Ibura neste sábado

Obra póstuma adaptada da dissertação de mestrado de Marielle Franco é lançada em evento no Ibura e em mais 18 cidades, com renda revertida para a família da vereadora assassinada em março

Marielle Franco, vereadora assassinadaMarielle Franco, vereadora assassinada - Foto: Reprodução/Internet

Marielle Franco vive, e sua voz se multiplica pelo mundo. Neste sábado (8), de forma simultânea em 18 cidades brasileiras, inclusive no Grande Recife, haverá o lançamento do livro "UPP: a redução da favela a três letras - Uma análise da política de segurança pública do Estado do Rio de Janeiro". A obra póstuma é uma adaptação da dissertação de mestrado que Marielle defendeu em 2014 na Universidade Federal Fluminense (UFF), um trabalho que teve como ponto de partida a sua vivência como mulher, negra e moradora da comunidade da Maré.

Os ajustes ficaram a cargo de Lia de Mattos Rocha, que segundo o editor da N-1, Ricardo Muniz Fernandes, trabalhou para deixar o texto mais palatável e poder atingir a um público mais amplo. "Uma tese tem uma linguagem que fica muito restrita ao ambiente acadêmico", explica. Por conta desse processo, passaram-se alguns meses para que a obra estivesse pronta, embora o editor afirme que a ideia de lançar o livro surgiu logo após o assassinato da ex-vereadora do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), em março.

A obra chegará ao mesmo tempo em Belém do Pará, Belo Horizonte, Florianópolis, Goiânia, Maceió, Porto Alegre, Curitiba, Vitória, São Luís, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador, Tiradentes, Tabatinga e Teresina, além de Letícia, na Colômbia. Nesta segunda-feira (10), a mãe de Marielle, dona Marinete Silva, irá a Madri, na Espanha, falar num evento da Anistia Internacional. Ricardo Muniz Fernandes conta que o primeiro lançamento do livro ocorreu em São Paulo, cidade-sede da editora, dentro da Aparelha Luzia (quilombo urbano coordenado pela vereadora transexual Erica Malunguinho, também do PSOL).

Leia também:
Caso Marielle reflete falhas de investigações pelo país
Tribuna da Câmara de Vereadores do Rio ganha nome de Marielle
Livro sobre as novas mídias na comunicação ganha lançamento no Pina


"Foi aí que tivemos certeza de que esse livro precisava ser lançado em locais que não fossem tradicionais, como as universidades e livrarias, e sim espaços onde os movimentos sociais tivessem força. Tem sido uma coisa impressionante", afirma.

Em Pernambuco, o lançamento será na praça da UR 11, na fronteira entre o Recife e Jaboatão dos Guararapes, dentro do evento Ibura Black (que tem entrada gratuita), às 19h. No Rio de Janeiro, a festa será na comunidade da Maré, epicentro do furacão e berço de Marielle.

Capa do livro 'UPP: a redução da favela a três letras', de Marielle Franco

Capa do livro 'UPP: a redução da favela a três letras', de Marielle Franco - Crédito: Divulgação


Em Vitória (ES), o espaço a ser ocupado será o do Museu Capixaba do Negro. E em Porto Alegre (RS) foi escolhida a escadaria de uma ocupação urbana. Cada um dos lugares a abrigar o lançamento do livro traz um peso simbólico próprio e se liga, de alguma maneira, à história e luta de Marielle.

 

   Segregação

O livro denuncia a ação truculenta das ditas unidades pacificadores, aponta algumas sugestões em relação às políticas governamentais voltadas para as favelas cariocas e critica a segregação étnica pela violência promovida contra os mais pobres.

Tem 160 páginas, custa R$ 30 e terá sua renda revertida para a família de Marielle, podendo ser comprado presencialmente, no evento, ou através da internet. "UPP: a redução da favela a três letras" traz ainda um belo prefácio de Frei Betto, que afirma que ele precisa ser "lido, reproduzido, distribuído, debatido e repartido como pão quente capaz de alimentar a mesma esperança encarnada por sua autora".

Serviço:
Lançamento do livro "UPP: a redução da favela a três letras" (160 páginas, editora N-1)
praça da UR 11, Ibura
Neste sábado (8), às 19h
Preço médio: R$ 30

Veja também

The Voice+: Reality musical com talentos acima de 60 anos começa cheio de emoção
The Voice

The Voice+: Reality musical com talentos acima de 60 anos começa cheio de emoção

Nego do Borel apela para discurso religioso após acusações de agressão
Religiosidade

Nego do Borel apela para discurso religioso após acusações de agressão